últimas notícias

PF faz operação contra grupo que ameaçava servidores

O esquema da quadrilha, especializada em fraudes do INSS, foi desbaratado em março, mas funcionários passaram a ser ameaçados para que permitissem que o golpe continuasse Da Reportagem De São Paulo

Uma operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta terça-feira visava desarticular um grupo criminoso que ameaça servidores públicos em cidades do Estado de São Paulo.

O esquema da quadrilha, especializada em fraudes do INSS que criam benefícios a pessoas que não tinham direito a eles, foi desbaratado em março, mas funcionários passaram a ser ameaçados para que permitissem que o golpe continuasse.

Isso gerou novas investigações que culminaram nesta na Operação Recidiva. Eram cumpridos um mandado de prisão preventiva e nove de busca e apreensão, além de um novo mandado de prisão contra um servidor preso em abril.

As ações ocorreram nos municípios de São Paulo, Praia Grande, Diadema, Ribeirão Pires e Aguaí. Todos os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal Federal de Santo André.

O grupo investigado forjava documentos e, com auxílio do servidor preso, obtinha benefícios de auxílio reclusão fraudulentos para presos que não tinham direito ao benefício.

A chefe, então, cortou seu acesso aos sistemas de inserção de beneficiários. As ameaças de agressão e morte começaram no dia seguinte. Após algum tempo, o gerente-executivo também começou a receber ameaças por telefone.

Tops da Gazeta