últimas notícias

PM que suavizou ditadura na Wikipédia é investigado

A edição foi feita a partir de um computador da rede da Polícia Militar paulista em um artigo sobre o AI-5. O PM pode ser punido Da Reportagem De São Paulo

A Ouvidoria de Polícia do Estado de São Paulo instaurou, na última quarta-feira, um procedimento para apurar o caso em que um policial militar alterou as informações da Wikipédia sobre a ditadura militar no Brasil.

“Há indícios fortes de conduta inadequada por parte do policial. Cabe à corregedoria apurar e, confirmando o autor das modificações, tipificar a transgressão disciplinar”, disse o ouvidor Benedito
Mariano.

Segundo Mariano, a ouvidoria iria enviar o caso para a corregedoria na manhã de ontem e vai seguir acompanhando a apuração do órgão. De acordo com o ouvidor, a corregedoria deve definir qual penalidade o responsável pelas alterações deve sofrer, podendo ser repreensão, advertência ou suspensão.

O caso

A ouvidoria pretende chegar no responsável de fazer uma série de alterações no artigo sobre o AI-5 (Ato Institucional Número Cinco) na Wikipédia.

A edição foi feita a partir de um computador da rede da Polícia Militar paulista. A alteração, que ficou meia hora no ar, substituiu “ditadura”, “tortura” e “golpe de estado” por “regime”, “práticas de extração de informação” e “revolução”, respectivamente.

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) confirmou que a mudança foi realizada por um policial, destacando que o comando da corporação e a pasta não autorizaram que o agente realizasse as modificações.

Depois que a corregedoria definir a punição, a ouvidoria deve se manifestar se concorda ou não com a conclusão.

Tops da Gazeta