últimas notícias

Fechado há 8 anos, museu no Interior corre risco de desabar

Museu em Porto Feliz abriga cama em que Dom Pedro II dormiu e capacetes de soldados da Revolução Constitucionalista de 32 Por Aline Fonseca De São Paulo

O governo de São Paulo tem 18 museus com acervos que abrigam a história no Brasil colônia, império e república, entre outros artigos culturais importantes. Apesar da importância histórica, muitos desses locais estão sofrendo com a falta de verba, má conservação e problemas de estruturas. É o caso do Museu das Monções em Porto Feliz, no interior paulista, que está fechado há 8 anos por risco de desabar e não tem previsão de reabertura.

O prédio, que é patrimônio histórico do estado de São Paulo, abriga objetos como quadros, roupas e até uma cama em que Dom Pedro II dormiu durante uma passagem por Porto Feliz, está com problemas de infiltração, pintura, mato alto e com a fachada escorada em estruturas de madeira, já que sofre o risco de desabar.

Além disso, no acervo do museu também há capacetes usados por combatentes da Revolução Constitucionalista de 1932. Por causa da interdição, todo estes objetos foram levados a um galpão alugado pela prefeitura.

“O museu está abandonado, esse patrimônio conta a história do Brasil. O nosso País saiu de Porto Feliz. Qual a importância que o Estado dá para nossa história? É a mesma importância que deram pro Museu Nacional. Vai esperar cair?”, alertou o prefeito da cidade, Dr. Cássio Habice Prado (PTB).

Devido à má conservação, o museu foi interditado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para evitar uma tragédia, parecida com a que aconteceu no Rio de Janeiro, em setembro. Em agosto deste ano, a Justiça determinou que o Governo do Estado deveria iniciar as obra de reestruturação do local em 30 dias, no entanto até agora nada foi feito.

“Entramos na Justiça pedindo para o Estado iniciar a reforma. Já conversei diversas vezes com o secretário de Cultura estadual, mas nada foi feito, até porque reformar museu não dá votos. Agora se eu não consegui sensibilizar a Secretaria de Cultura, vou sensibilizar quem?”, complementou Dr. Cássio.

Procurado pela reportagem, a Secretaria Estadual de Cultura informou em nota que “o processo para a reforma está em fase de licitação e o início das obras do Museu das Monções está previsto para até final de outubro. Não há previsão para o término da obra.” Sobre a verba para a conservação do museu, a Pasta disse que repassou para a Prefeitura de Porto Feliz R$ 1,3 milhão em recursos no mês de setembro.

Casarão

Em Ribeirão Preto, também no interior, depois de décadas de abandono o Palacete Jorge Lobato, passou por restauro. O casarão construído em 1922 é exemplo raro de revitalização do patrimônio arquitetônico da cidade. Sem investimentos por parte dos proprietários, as casas antigas -maioria construída no início do século 20, estão deterioradas. Boa parte dos imóveis que foram tombados pelo Conpacc (Conselho de Preservação do Patrimônio Cultural) do município. Os museus Histórico e do Café, os principais de Ribeirão, estão fechados por problemas estruturais.


*Com colaboração de Matheus Herbert

Tops da Gazeta