últimas notícias

Saiba quem serão os secretários de João Doria no governo de SP

Entre os futuros secretários estão três atuais ministros de Michel Temer (MDB) Por Folhapress De São Paulo

Eleito governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já começa a anunciar a composição do seu secretariado. O tucano assumirá o cargo em 1º de janeiro, em substituição a Márcio França (PSB), que não conseguiu se reeleger.

Entre os futuros secretários estão três atuais ministros de Michel Temer (MDB). Durante a campanha eleitoral, Doria usou a gestão Temer para atacar adversários, especialmente Paulo Skaf (MDB).

Abaixo, veja quem são os escolhidos até o momento.

CASA CIVIL
Gilberto Kassab (PSB)

Atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Foi prefeito de São Paulo (2006-2012) e ministro das Cidades (2015-2016) no governo de Dilma Rousseff (PT). Também foi deputado federal (2003-2005).

Em setembro deste ano, Kassab tornou-se réu em ação do Ministério Público do Estado de São Paulo que o acusa de ter recebido via caixa dois no valor de R$ 21 milhões durante a campanha para prefeito em 2008. Doria e Kassab disseram que as acusações não influenciarão o mandato.

EDUCAÇÃO
Rossieli Soares da Silva

Ministro da Educação desde abril deste ano. Já foi secretário de educação básica do MEC e secretário de Educação do Estado do Amazonas.

Tema polêmico que ganhou repercussão no período eleitoral, o Escola sem Partido é alvo de divergências entre Rossieli e o futuro governador. Ao passo que Doria se mostra favorável ao projeto, o atual ministro se disse contrário à aprovação da lei.

CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA
Sérgio Sá Leitão

Atual ministro da Cultura e jornalista, foi secretário municipal de Cultura do Rio, na gestão Eduardo Paes (PMDB) e chefe de gabinete do Ministério da Cultura no período em que a pasta foi comandada por Gilberto Gil. Também assumiu a direção da Ancine (Agência Nacional do Cinema) e a RioFilme (2009-2015).

SECRETARIA DE GOVERNO (DEIXA DE EXISTIR)
Rodrigo Garcia (DEM)

Vice-governador eleito, assumirá as funções da Secretaria de Governo, que será extinta. Foi eleito duas vezes deputado federal por São Paulo. Também foi presidente da Assembleia Legislativa e secretário municipal de Gestão de São Paulo na gestão Kassab. Foi ainda secretário de Estado de Desenvolvimento Social e de Habitação, ambos na gestão Geraldo Alckmin (PSDB).

Tops da Gazeta