últimas notícias

Ex-presidente do TJ-SP será secretário de Justiça no governo Doria

O convite foi feito por Doria na última sexta (9) e foi aceito por Paulo Dimas Mascaretti no final de semana Por Folhapress De São Paulo

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (12) que o desembargador Paulo Dimas Mascaretti, ex-presidente do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), será o secretário de Justiça de sua administração.

O convite foi feito por Doria na última sexta (9) e foi aceito por Dimas no final de semana. O desembargador deve se exonerar do cargo para que possa assumir a secretaria em janeiro.

Doria também anunciou a deputada estadual Celia Leão (PSDB) como secretária da Pessoa com Deficiência. Ela é a primeira tucana anunciada por Doria como membro de seu secretariado. O distanciamento de Doria em relação ao partido vinha sendo criticado por membros do PSDB.

Como presidente do TJ-SP, Dimas foi sucessor de Renato Nalini, que deixou o cargo para se tornar secretário de Educação de Geraldo Alckmin (PSDB).

Doria já havia anunciado três membros de seu secretariado: Gilberto Kassab (Casa Civil), Rossieli Soares (Educação) e Sérgio Sá Leitão (Cultura) -todos ministros de Michel Temer (MDB).

Kassab, ex-prefeito da capital paulista e atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, tornou-se réu em setembro deste ano devido a ação do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) que o acusa de ter recebido via caixa dois o valor de R$ 21 milhões durante campanha para prefeito em 2008. Doria e Kassab disseram que as acusações não influenciarão em nada no mandato.

Doria também decidiu que a Secretaria de Governo será extinta e suas funções serão executadas pelo vice-governador eleito, Rodrigo Garcia (DEM).

Tops da Gazeta