últimas notícias

Alvo da PF, Kassab pede licença do cargo de secretário da Casa Civil

Escolhido por Doria para ser secretário foi alvo de uma operação da PF, após delação da J&F acusá-lo de receber propina Da Reportagem De São Paulo

Antes de assumir a Secretaria da Casa Civil do governo João Doria (PSDB), o ministro Gilberto Kassab (PSD) pediu licença do cargo. O escolhido por Doria para ser secretário de articulação política foi alvo de uma operação da Polícia Federal, na semana passada, após delação da J&F acusá-lo de receber propina. Na ocasião, a PF apreendeu R$ 300 mil em espécie no apartamento do ministro no Itaim Bibi, na zona sul da capital paulista. O pedido de afastamento foi aceito pelo governador eleito. Kassab não receberá salário, já que o pedido de licença foi com “perda de vencimentos". No dia 1º, ele será empossado e depois se afastará.

Kassab disse que a obrigação de comparecer à Brasília com frequência para tratar de questões pessoais dificultaria sua atividade como secretário.

Em nota, Doria disse que compreende a decisão de Gilberto Kassab e que o período de licença permitirá que ele prove sua inocência.

Já o ministro afirmou que confia na Justiça brasileira, no Ministério Público e na imprensa e está à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Como secretário da Casa Civil, Kassab seria o responsável pela articulação política entre os deputados da Assembleia Legislativa e o Executivo.

Tops da Gazeta