últimas notícias

Adolescente morre após PM intervir em confusão em Carnaval no interior de SP

Segundo testemunhas, a PM interviu para tentar conter o tumulto e o jovem foi agredido pelos policiais com um cassetete, caiu no chão e bateu a cabeça no meio-fio Por Folhapress De São Paulo

Um adolescente de 16 anos morreu na noite de terça-feira (5) após uma confusão generalizada com ação da Polícia Militar no Carnaval de São Luiz do Paraitinga (a 182 quilômetros de São Paulo), um dos maiores do interior paulista.

Uma briga generalizada começou por volta das 23h na praça do Coreto, em frente à Igreja Matriz, no centro da cidade. Segundo testemunhas relataram à Polícia Civil, a Polícia Militar interviu para tentar conter o tumulto, e G.H.A.G., 16, foi agredido pelos policiais com um cassetete.

O jovem, que vivia em Taubaté e foi passar o Carnaval na cidade vizinha, caiu no chão e bateu a cabeça no meio-fio. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de SP, o caso foi registrado como morte suspeita pela delegacia da cidade, que investiga o caso. A PM instaurou um inquérito militar.

Ao todo, o Governo de São Paulo registrou 33 homicídios neste carnaval (menos que os 63 do mesmo feriado em 2018) - sem considerar o caso de G.H.A.G., que foi registrado como morte suspeita -, além de dois latrocínios. Em número de roubos, foram 2.996 casos. Ao todo, 586 veículos foram roubados, e 834, furtados, de acordo com as estatísticas oficiais. Houve 36 estupros.

No total, 1.430 pessoas foram detidas nos dias de festa, sendo 93 adolescentes apreendidos.

Tops da Gazeta