últimas notícias

Bolsonaro assegurou que Lei Rouanet vai continuar, afirma Doria

Doria contou ter estado com Bolsonaro há cerca de 40 dias para falar da manutenção do mecanismo de incentivo à cultura baseado na renúncia fiscal Por Folhapress De São Paulo

João Doria (PSDB) chegou às 12h desta terça (26) ao Palácio dos Bandeirantes, cerca de uma hora depois de iniciado um encontro destinado a apresentar, a eventuais patrocinadores, o projeto de restauro do Museu Paulista, conhecido como Museu do Ipiranga.

Ele vinha de Brasília, para onde tinha ido pela manhã, a fim de participar de reunião de governadores.

Ao fazer o que chamou de "convocação aos empresários do estado que lidera a economia brasileira", agradeceu publicamente ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) pela viabilização do projeto de patrocínio às obras do Museu Paulista.

Isso porque o governo do estado montou um programa de patrocínio do restauro do museu, fechado desde 2013 ao público, que depende da Lei Rouanet.

Doria contou ter estado com Bolsonaro, também em Brasília, há cerca de 40 dias para falar da manutenção do mecanismo de incentivo à cultura baseado na renúncia fiscal, num momento de "pressão para que a lei fosse extinta".

O governador disse ter exposto seu ponto de vista de que a Rouanet seja usada para preservar e incentivar a cultura brasileira e o legado de "dezenas de museus" como o Ipiranga - e não para patrocinar artistas estrangeiros.

Segundo Doria, em vista do exposto, o presidente Bolsonaro teria respondido de imediato - "mesmo sem consultar ministro Osmar [Terra]", titular da pasta da Cidadania, que engloba a área da Cultura - que "a Lei Rouanet vai continuar".


*Por Francesca Angiolillo, da Folhapress

Tops da Gazeta