últimas notícias

Doria diz que não vai mais cortar verba da Cultura

Associação listou 19 museus e serviços que serão afetados por cortes no orçamento Da Reportagem De São Paulo

Após polêmica, o governador João Doria (PSDB) disse nesta segunda-feira (8) que não vai cortar serviços nem fechar espaços culturais de São Paulo. A afirmação do governador foi feita após a Associação Brasileira das Organizações Sociais de Cultura (Abraosc) ter listado, no sábado (6), ao menos 19 museus ou programas de cultura que serão afetados por cortes no orçamento. Entre eles estão, o Museu Afro Brasil, a Pinacoteca e o Catavento.

De acordo com Doria, a polêmica sobre os cortes nos serviços só ocorreu por causa do anúncio do governo que será preciso fazer um contingenciamento no orçamento. Ainda segundo o tucano, ainda não é possível saber quais programas serão impactados, pois está havendo planejamento, e garantiu que na cultura não será feito nenhum corte.

Guri

No dia 1º, Doria anunciou que o Projeto Guri continuará com seu funcionamento na íntegra, sem redução de polos, vagas ou cursos. Ele ainda disse que o programa será aumentado em 2020, com a ajuda da iniciativa privada.

No dia 29 de março, funcionários do projeto, um dos maiores programas socioculturais do país, começaram a receber aviso prévio de que seriam demitidos no próximo mês. As medidas foram tomadas depois que o governo Doria decidiu cortar o orçamento da Secretaria da Cultura e Economia Criativa em 23%, num total de R$ 148 milhões. Nesta segunda, o tucano anunciou que o corte de orçamento será reduzido em relação ao que havia sido programado inicialmente. Usando o termo “descontingenciamento”, explicou que R$ 94,7 milhões estavam previstos para o Guri em 2019 e que havia previsão de corte de R$ 20,7 milhões. Esse corte, então, foi cancelado.


*Com informações da Folha de S.Paulo

Tops da Gazeta