últimas notícias

Acervo

Governo de São Paulo veta projeto que liberaria venda de bebidas alcoólicas em estádios

O projeto de lei havia sido aprovado pela Alesp, mas o governador João Doria (PSDB) já havia antecipado que iria vetá-lo por considerar a medida inconstitucional Por Folhapress De São Paulo

O Governo de São Paulo vetou o Projeto de Lei 1.363/2015 que previa a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios paulistas. A decisão foi publicada no Diário Oficial (DOSP) desta quinta-feira (11) e é assinada pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), que está em exercício no cargo.

O projeto de lei havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa, mas o governador João Doria (PSDB) já havia antecipado que iria vetá-lo por considerar a medida inconstitucional. A PGE (Procuradoria Geral do Estado), como faz com todos os projetos aprovados, analisou o texto.

Nesse caso, indicou a Doria sua inconstitucionalidade. O entendimento é de que o Estatuto do Torcedor veta a venda. Assim, uma lei estadual passaria por cima de outra federal, o que seria inconstitucional.

Porém, deputados favoráveis ao projeto, a FPF, dirigentes de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos e de pelo menos parte das agremiações do interior defendem a constitucionalidade dele. Os quatro grandes clubes do Estado chegaram a fazer uma campanha nas redes sociais em junho defendendo a liberação das bebidas alcoólicas.

Tops da Gazeta

Governo de São Paulo veta projeto que liberaria venda de bebidas alcoólicas em estádiosGoverno de São Paulo veta projeto que liberaria venda de bebidas alcoólicas em estádios
últimas notícias

Acervo

Governo de São Paulo veta projeto que liberaria venda de bebidas alcoólicas em estádios

O projeto de lei havia sido aprovado pela Alesp, mas o governador João Doria (PSDB) já havia antecipado que iria vetá-lo por considerar a medida inconstitucional Por Folhapress De São Paulo

O Governo de São Paulo vetou o Projeto de Lei 1.363/2015 que previa a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios paulistas. A decisão foi publicada no Diário Oficial (DOSP) desta quinta-feira (11) e é assinada pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), que está em exercício no cargo.

O projeto de lei havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa, mas o governador João Doria (PSDB) já havia antecipado que iria vetá-lo por considerar a medida inconstitucional. A PGE (Procuradoria Geral do Estado), como faz com todos os projetos aprovados, analisou o texto.

Nesse caso, indicou a Doria sua inconstitucionalidade. O entendimento é de que o Estatuto do Torcedor veta a venda. Assim, uma lei estadual passaria por cima de outra federal, o que seria inconstitucional.

Porém, deputados favoráveis ao projeto, a FPF, dirigentes de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos e de pelo menos parte das agremiações do interior defendem a constitucionalidade dele. Os quatro grandes clubes do Estado chegaram a fazer uma campanha nas redes sociais em junho defendendo a liberação das bebidas alcoólicas.

Tops da Gazeta