Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 19 Julho 2019 22:35

Acordo assenta 104 famílias e regulariza horto em Limeira

A área, de 748 hectares, era disputada pelo município, pela União e por movimentos sociais
Prefeito Mario Botion (PSD) considerou o acordo assinado na quinta-feira (18) como algo "histórico"para a cidade de Limeira Prefeito Mario Botion (PSD) considerou o acordo assinado na quinta-feira (18) como algo "histórico"para a cidade de Limeira Divulgação/PML
Por Estadão Conteúdo

Um acordo entre a prefeitura e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), firmado na quinta-feira (18), pôs fim a um litígio de 36 anos e permite a regularização das terras do Horto Florestal de Limeira, no interior de São Paulo. A área, de 748 hectares, era disputada pelo município, pela União e por movimentos sociais. Com o acerto entre as partes, o município assumirá definitivamente a posse de 85% da área (624 hectares), ficando os outros 15% (124 ha) para o Incra realizar o assentamento de 104 famílias que já vivem no local.

O horto de Limeira pertenceu à antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro, incorporada em 1971 pela Ferrovia Paulista S.A. (Fepasa), que mais tarde passou para o patrimônio da União. No local eram cultivados pinus e eucaliptos para fornecer dormentes à estrada de ferro. Com o abandono do local após a extinção da Fepasa, em 1983, a prefeitura baixou um decreto de desapropriação e assumiu a área, mas a União contestou a medida.

Em 2008, parte das terras foi invadida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que instalou no local o assentamento Elizabeth Teixeira. Entre 2017 e 2018, houve outras quatro ocupações da área, uma delas por movimentos de sem-teto, mas a Justiça determinou a saída deles. Com o acordo, o Incra vai comunicar a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e a Advocacia Geral da União (AGU) para a suspensão dos processos que envolvem as terras do horto.

O diretor de Obtenção de Terras e Projetos de Assentamentos do Incra, coronel Reginaldo Ramos Machado, que esteve em Limeira para a cerimônia de assinatura, disse que o fim do litígio dá tranquilidade às partes envolvidas e permite regularizar a situação das famílias.

Já o prefeito Mario Botion (PSD) considerou o acordo "histórico", pois vai permitir que o município faça investimentos com segurança jurídica na área.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado