últimas notícias

Acervo

Mulher que tentou envenenar ex de namorado é condenada a 33 anos de prisão

No dia dos crimes, a técnica de nutrição contratou um mototaxista para entregar uma cesta de flores com bombons para a ex-mulher do seu namorado, de quem tinha ciúmes Por Estadão Conteúdo

A Justiça condenou a 33 anos e 4 meses de prisão a técnica de nutrição Janaína Caldeira Nunes, de 37 anos, acusada de tentar matar a ex-mulher de seu namorado e dois filhos dela com bombons envenenados. Os crimes aconteceram em setembro de 2016, em Jaú, interior de São Paulo. O julgamento pelo Tribunal do Júri, no Fórum da cidade, terminou no final da noite desta quinta-feira (5). A maioria dos jurados acatou a tese da acusação, de que houve tentativa de homicídio triplamente qualificado. Os advogados de Janaína, que já estava presa, vão entrar com recurso.

No dia dos crimes, Janaína contratou um mototaxista para entregar uma cesta de flores com bombons para a ex-mulher do seu namorado, de quem tinha ciúmes. A cesta foi acompanhada de um cartão de um suposto admirador. Os bombons tinham sido recheados com veneno de rato, conhecido como 'chumbinho'.

Além da mulher, os dois filhos dela, na época com 6 e 2 anos, consumiram os bombons e passaram mal.

Análises dos bombons comprovaram o envenenamento e, após localizar o mototaxista, a polícia chegou a Janaína. Como não houve flagrante, ela só foi presa um ano depois. Durante o julgamento, a acusada admitiu o envenenamento e alegou que estava descontrolada emocionalmente devido aos ciúmes.

Tops da Gazeta

Mulher que tentou envenenar ex de namorado é condenada a 33 anos de prisãoMulher que tentou envenenar ex de namorado é condenada a 33 anos de prisão
últimas notícias

Acervo

Mulher que tentou envenenar ex de namorado é condenada a 33 anos de prisão

No dia dos crimes, a técnica de nutrição contratou um mototaxista para entregar uma cesta de flores com bombons para a ex-mulher do seu namorado, de quem tinha ciúmes Por Estadão Conteúdo

A Justiça condenou a 33 anos e 4 meses de prisão a técnica de nutrição Janaína Caldeira Nunes, de 37 anos, acusada de tentar matar a ex-mulher de seu namorado e dois filhos dela com bombons envenenados. Os crimes aconteceram em setembro de 2016, em Jaú, interior de São Paulo. O julgamento pelo Tribunal do Júri, no Fórum da cidade, terminou no final da noite desta quinta-feira (5). A maioria dos jurados acatou a tese da acusação, de que houve tentativa de homicídio triplamente qualificado. Os advogados de Janaína, que já estava presa, vão entrar com recurso.

No dia dos crimes, Janaína contratou um mototaxista para entregar uma cesta de flores com bombons para a ex-mulher do seu namorado, de quem tinha ciúmes. A cesta foi acompanhada de um cartão de um suposto admirador. Os bombons tinham sido recheados com veneno de rato, conhecido como 'chumbinho'.

Além da mulher, os dois filhos dela, na época com 6 e 2 anos, consumiram os bombons e passaram mal.

Análises dos bombons comprovaram o envenenamento e, após localizar o mototaxista, a polícia chegou a Janaína. Como não houve flagrante, ela só foi presa um ano depois. Durante o julgamento, a acusada admitiu o envenenamento e alegou que estava descontrolada emocionalmente devido aos ciúmes.

Tops da Gazeta