Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 05 Novembro 2019 09:39

STJ suspende ação contra filha de Paulo Preto

A ré, a psicanalista Tatiana de Souza Cremonin, é acusada pelo MPF de peculato e formação de quadrilha
O STJ suspendeu o processo contra a filha do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto O STJ suspendeu o processo contra a filha do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto Reprodução/TV Globo
Da Reportagem
De São Paulo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu o processo contra a filha do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. A ré, a psicanalista Tatiana de Souza Cremonin, é acusada pelo Ministério Público Federal (MPF) de peculato e formação de quadrilha. A decisão de suspensão do processo é temporária até que seja julgado o mérito de um habeas corpus da psicanalista.

Ao suspender a ação, o ministro Reynaldo Soares da Fonseca destacou considerar que a defesa pediu que Tatiana apresentasse seus memoriais, última fase do processo penal, antes das delatoras no processo - "o que afasta a preclusão da matéria (tema que ainda será examinado na fixação da tese pela Suprema Corte)".

Ao longo do processo, os advogados o juiz de primeira instância negou o pedido das defesas para que os colaboradores apresentassem suas alegações finais antes dos outros réus.

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região manteve a decisão, concluindo que a lei estabelece prazo comum para a apresentação das últimas alegações a todos os réus, independentemente da condição de delator.

Os crimes pelos quais Tatiana é acusada teriam relação com o programa de reassentamento dos empreendimentos Rodoanel Sul, Jacu Pêssego e Nova Marginal Tietê, realizados pelo governo estadual em São Paulo. Em 2018, Tatiana foi detida em e foi condenada a 24 anos de prisão em um processo que corre em São Paulo sobre obras no Rodoanel. Paulo Preto é investigado por desvios de recursos em obras públicas.

Segundo o MPF, Paulo Vieira de Souza e sua filha, entre outros réus, desviaram mais de R$ 7 milhões em recursos públicos federais e estaduais entre 2009 e 2012. Pai e filha são acusados. Caso teria ocorrido por meio de pagamentos indevidos a supostos moradores afetados pelo traçado das obras viárias, ainda de acordo com o MPF.


*Com informações do Estadão Conteúdo

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado