X

Estado

Ex-padre é condenado a 21 anos de prisão por abuso sexual a coroinhas

A Justiça acolheu parcialmente denúncia do Ministério Público de São Paulo. A decisão foi publicada no Diário de Justiça desta sexta-feira, 20

Estadão Conteúdo

Publicado em 22/05/2022 às 17:01

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ricardo pegou 21 anos de prisão em regime inicial fechado / Clayton Padovan/Divulgação

O juízo criminal de Araras, no interior do Estado, condenou o ex-padre Pedro Leandro Ricardo por atentado violento ao pudor contra duas pessoas, com pena majorada em razão da 'autoridade' que exercia sobre as vítimas.

Ricardo pegou 21 anos de prisão em regime inicial fechado, mas poderá recorrer da decisão em liberdade.

A Justiça acolheu parcialmente denúncia do Ministério Público de São Paulo, julgando extinta a punibilidade do ex-padre quanto a supostos crimes praticados contra duas outras vítimas, por prescrição.

A decisão foi publicada no Diário de Justiça desta sexta-feira, 20.

Em 2019, o padre foi suspenso das funções de pároco em Americana, após o início de investigações sobe relatos de abuso sexual contra coroinhas. Em março, o então padre foi demitido do estado clerical pelo papa Francisco.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol internacional e nacional

Confira agenda de jogos desta segunda-feira no futebol

Seleção brasileira estreia na Copa América contra a Costa Rica; confira também os confrontos da Eurocopa, Campeonato Brasileiro e Copa Paulista, e onde assistir ao vivo

Oportunidade

Prefeitura de Jundiaí abre 70 vagas de emprego esta terça-feira

Remuneração varia de acordo com o cargo oferecido, podendo ser de R$ 1.412 a R$ 1.901

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter