X

BAIRROS DE SP

Memória: Aclimação, o bairro que nasceu inspirado na França

Segundo historiadores, médico que estudou na França queria reproduzir o Jardin d'Acclimatation francês

Gladys Magalhães

Publicado em 19/05/2022 às 15:21

Atualizado em 19/05/2022 às 15:27

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Vista aérea do bairro da Aclimação, em São Paulo / Daniela Souza/Folhapress

Muitos paulistanos não sabem, mas o bairro da Aclimação tem sua origem ligada ao Jardin d’Acclimatation francês, um parque localizado no Bois De Boulogne, o Bosque de Paris. Isso porque no final dos anos 1870, o médico Carlos José Botelho, natural da cidade de Piracicaba, retornou de Paris, onde estudou, com um sonho: reproduzir no Brasil o Jardin d’Acclimatation.

O sonho de Botelho se tornou realidade em 1892, quando ele adquiriu o Sítio Tapanhoim, uma grande quantidade de terra com áreas verdes, e fundou ali o Jardim da Aclimação.

Segundo registros da Prefeitura de São Paulo, no local havia espaço para a aclimatação e exposição de gado leiteiro, uma “cremérie”, onde as pessoas podiam beber leite tirado na hora, um laboratório de pesquisas científicas, além de um salão de baile, pista de patinação e até mesmo um zoológico.

Antiga Portaria do Jardim da Aclimação
Antiga portaria do Jardim da Aclimação  (Reprodução)

O primeiro zoo de São Paulo
O zoológico da Aclimação foi o primeiro da cidade de São Paulo. Nele, era feito aclimatação de espécies exóticas.

Além disso, o local atraía visitantes por possuir uma grande variedade espécies para a época, como camelos, urso-polar, hiena, entre outros.

Um fato curioso envolvendo o zoológico ocorreu em 1920, quando uma sucuri de 5 metros escapou de sua habitação e foi preciso cerca de dez homens para capturá-la.

Captura de uma sucuri de 5 metros, em 1920, no primeiro zoológico de São Paulo
Captura de uma sucuri de 5 metros, em 1920, no primeiro zoológico de São Paulo (Reprodução)

Loteamento e verticalização
Por volta dos anos 1930, quando as terras da região já estavam sob responsabilidade dos herdeiros de Botelho, teve início o loteamento das terras da família, que ficavam ao redor do Jardim da Aclimação.

Com dificuldades financeiras, logo os filhos do médico também venderiam o Jardim, que foi comprado pelo então prefeito Prestes Maia, que o transformou em um parque municipal, que mais tarde, já na década de 1980, foi tomado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, o Condephaat.

No geral, o bairro da Aclimação se desenvolveu ao redor do Parque, sendo que sua verticalização começou na década de 1970, quando passou a atrair os empreendimentos imobiliários e moradores com maior poder aquisitivo.

Hoje, o bairro continua predominantemente residencial, com metro quadrado variando entre R$ 8 mil e R$ 15 mil, dependendo do tipo de imóvel, segundo pesquisa divulgada recentemente pelo Creci-SP.

Parque Aclimação  nos dias atuais
Parque da Aclimação nos dias atuais (Thiago Neme/Gazetade S. Paulo)

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EVENTO HISTÓRICO EM SP

Anderson Silva e Chael Sonnen lutam novamente, dessa vez com luvas de boxe

Luta acontecerá neste sábado, pelo Spaten Fight Night, em São Paulo

PROPOSTA DE TRANSFERÊNCIA

Vaza oferta oficial de clube inglês por Carlos Miguel, goleiro do Corinthians

Presidente do Timão havia negado a existência da oferta, que acabou sendo confirmada após publicação de jornalista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter