X

TREM INTERCIDADES

Tarcísio assina contrato de concessão do trem entre SP e Campinas

Trem deve ver ser o mais rápido do Brasil, com velocidade de até 140 km/h; veja preço da tarifa e quando inicia a operação

Bruno Hoffmann

Publicado em 29/05/2024 às 16:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O governador Tarcísio de Freitas durante assinatura do contrato, em Campinas / Sergio Barzaghi/Governo de SP

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) assinou nesta quarta-feira (29) o contrato de concessão do Trem Intercidades (TIC) Eixo Norte, que vai ligar a capital paulista a Campinas. O evento ocorreu na cidade do interior de São Paulo.

O trem que vai operar na linha deve ver ser o mais rápido do Brasil, com velocidade de até 140 km/h. A viagem terá duração de 64 minutos, com 15 trens no serviço expresso e tarifa no valor médio de R$ 50.

“Hoje é dia de celebrar o legado do Trem Intercidades Campinas-São Paulo, que é um dos projetos mais importantes desta gestão”, disse o governador durante a cerimônia. O consórcio que vai passar a operar o serviço é a C2 Mobilidade sobre Trilhos, composto pela empresa chinesa CRRC e pela brasileira Comporte.

Segundo Tarcísio, as obras vão começar até julho de 2026, e em 2029 se vai se iniciar o serviço intermetropolitano do trem parador funcionando. Já em 2031 haverá o trem expresso com uma só parada, em Jundiaí.

“Vamos encurtar o tempo de trajeto trazendo conforto, melhorando a mobilidade e diminuindo as emissões com todos os benefícios que podemos ter em um projeto dessa magnitude”, afirmou ele.

672 mil passageiros

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), também celebrou a assinatura do contrato. "Este é um dia histórico para nossa cidade, um dia histórico para os campineiros", disse.

Além de lideranças políticas, a cerimônia reuniu executivos chineses e brasileiros do consórcio que vai implementar, operar e manter os três serviços da concessão do TIC Eixo Norte ao longo de 30 anos.

A estimativa é de 672 mil passageiros transportados por dia quando o sistema estiver em plena capacidade.

A assinatura do contrato de concessão dá início à fase preliminar do projeto, que acontece entre junho e novembro deste ano. Nessa etapa, a concessionária vai apresentar os planos de financiamento, desapropriação, reassentamento e se prepara para o início da transição operacional com quadros da CPTM.

101 quilômetros

O TIC terá 101 quilômetros de trilhos entre São Paulo e Campinas, com parada em Jundiaí. O empreendimento engloba a implantação do Trem Intermetropolitano (TIM) entre Campinas e Jundiaí e a concessão da Linha 7-Rubi, atualmente operada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na ligação de Jundiaí até a Capital..

Segundo o governo, o TIC Eixo Norte vai beneficiar cerca de 15 milhões de pessoas.

Próximos passos

A assinatura do contrato de concessão dá início à fase preliminar do projeto, que acontece entre junho e novembro deste ano. Nessa etapa, a concessionária vai apresentar os planos de financiamento, desapropriação, reassentamento e se prepara para o início da transição operacional com quadros da CPTM.

As ações prévias às obras dos três serviços do TIC Eixo Norte serão promovidas até julho de 2026. O início efetivo da construção de todas as linhas do projeto deve ocorrer em até dois anos a partir da formalização do acordo de concessão.

As obras da Linha 7-Rubi e do TIM devem durar três anos, com conclusão estimada em agosto de 2029. Já as obras do TIC devem durar cinco anos, ou seja, com início da operação a partir do segundo semestre de 2032.

Ao longo do ano que vem, o projeto prevê a operação assistida da TIC Trens na Linha 7–Rubi, com o apoio do pessoal da CPTM na transferência dos serviços à concessionária. A operação comercial na Linha 7-Rubi deve começar em 2026, quando também entrará em vigor o prazo efetivo de 30 anos da concessão.

Para o TIM, a estimativa é que os testes de operação comecem no último trimestre de 2029, com início da operação comercial a partir de 2030. No TIC, com prazo mais longo, a fase de testes está prevista para o final de 2031, e a operação comercial a partir do ano seguinte.

Santos e São José dos Campos

Em 23 de maio último, o governador anunciou o lançamento de mais dois projetos de Trem Intercidades: um para ligar a Capital a Santos e outro para unir a Capital a São José dos Campos.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Confusão em Clássico Paulista

Goleiro do Corinthians chama Luciano de 'otário' nas redes sociais

Carlos Miguel se envolve em polêmica após empate com o São Paulo e será desfalque na próxima partida contra o Internacional

Leilão de Veículos em São Paulo

Leilão em São Paulo oferece veículos de luxo e econômicos na próxima quarta

Milan Leilões realiza evento presencial e online na Rodovia Raposo Tavares com destaques como Toyota, BMW e Ford; visitas acontecem nos dias 17 e 18 de junho

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter