últimas notícias
Fábrica empregava 2,7 mil funcionários, desses, quase mil foram mantidos por serem do setor administrativo, os outros foram demitidos
Fábrica empregava 2,7 mil funcionários, desses, quase mil foram mantidos por serem do setor administrativo, os outros foram demitidos
Foto: DIVULGAÇÃO

Construtora São José compra fábrica da Ford por R$ 550 milhões

O objetivo é criar uma montadora no terreno e "abrir uma nova cadeia de empregos", segundo o prefeito Orlando Morando

A construtora São José comprou o terreno da antiga fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, situado no bairro Taboão, por R$ 550 milhões. A área ficou sem ter um dono por quase um ano e quatro meses.

A empresa é a mesma que comprou, em 2010, um terreno de 105 mil metros quadrados em São Bernardo. Em 2012, a construtora e a administradores BR Malls ergueram os hopping São Bernardo Plaza.

De acordo com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), o objetivo é “instalar uma montadora no local e abrir uma nova cadeia de empregos no município”, destacou.
Ainda de acordo com Morando, se o local não conseguir viabilizar uma montadora, o terreno poderá ser um centro logístico.

“Desde o anúncio repentino da saída da Ford, nós, da prefeitura, buscamos a preservação dos postos de trabalho. Agora, com esse negócio, acende uma esperança para a geração de empregos”, afirmou o prefeito.

Em nota, a Ford informou que a construtora São José “é um dos potenciais compradores, mas não há nada para anunciar no momento”.

Também em nota, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC disse que não foi informado da decisão. “A Ford havia se comprometido a informar o sindicato em relação ao destino desta planta. Até este momento, nenhum contato foi feito pela direção da Ford depois da última posição. O sindicato espera que a Ford cumpra seu compromisso e não repita o que aconteceu em fevereiro do ano passado, quando do anúncio de fechamento da fábrica.”

FECHAMENTO.

A Ford anunciou o fechamento da unidade em fevereiro do ano passado. A fábrica empregava 2,7 mil funcionários, desses, quase mil foram mantidos por serem do setor administrativo, os outros foram demitidos.

Comentários

Tops da Gazeta