últimas notícias

Acervo

Refém envia mensagem escondido e PM prende grupo em Guarulhos

Cinco vítimas foram soltas em um lava-rápido de Guarulhos; policiais militares descobriram o local do cativeiro após um dos reféns enviar mensagens para a empresa para a qual trabalha Da Reportagem De São Paulo

Na noite de terça-feira, a Polícia Militar (PM) libertou dois motoristas de um caminhão e três ajudantes que eram mantidos reféns após terem seus veículos roubados na cidade de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Seis suspeitos foram presos no cativeiro improvisado em um lava-rápido.

Os policiais militares descobriram o local do cativeiro após um dos reféns enviar mensagens de celular para a empresa para a qual trabalha. Ele pediu para que não ligassem, para que a quadrilha não percebesse que ele estava com o celular. Depois, ainda conseguiu compartilhar a localização do cativeiro.

A transportadora recebeu a localização do lava-rápido e acionou a PM. Por volta das 21h, os policiais chegaram ao lava-rápido, na avenida Marginal, em Guarulhos, perto do local do roubo.

Quatro homens estavam vigiando as vítimas em cômodos. A polícia diz que um deles tinha uma arma de brinquedo. Eles se renderam e foram detidos.

Num cômodo foram encontrados um motorista e dois ajudantes -entre eles, o que conseguiu acionar a empresa. Em outro quartinho, os PMs encontraram mais dois reféns, um motorista e seu ajudante, de outro roubo de caminhão, feito no mesmo local.

Foi neste momento que outros dois suspeitos, chegaram ao lava-rápido. Eles foram presos.

Um dos caminhões roubados foi encontrado em Osasco. As portas estavam abertas e sem ninguém por perto. Ele foi encontrado na rua Sergipe, mas tinha sido roubado em Guarulhos.

Tops da Gazeta