últimas notícias

Hospital Municipal de Guarulhos limita atendimento somente para casos de emergência

O atendimento precário é causado por um impasse entre a prefeitura e a organização social que administra o local. Médicos e enfermeiros estão sem receber salários há três meses Da Reportagem De São Paulo

Desde a última terça-feira, o Hospital Municipal de Urgências de Guarulhos (HMU), no Bom Clima, atende apenas casos de emergência. A medida foi anunciada pela direção da unidade, que a partir de abril começou a sofrer com a falta de insumos e medicamentos.

O atendimento precário é causado por um impasse entre a prefeitura e a organização social que administra o local. Médicos e enfermeiros estão sem receber salários há três meses.

A Gerir é o nome do instituto terceirizado que gerencia o hospital. Segundo a empresa, o valor recebido da Prefeitura de Guarulhos não é suficiente porque os custos da unidade aumentaram. A gestão Guti (PSB) discorda.

“Isso tem sido objeto de discussões várias e não se chegou a um consenso até o momento. Irá se apurar nesses 30 dias o real custo e o repasse será feito adequadamente, se esse for o caso”, afirma a Secretaria de Saúde.

A prefeitura paga atualmente R$ 4,7 milhões por mês para o Instituto Gerir, que quer receber R$ 7 milhões. Segundo a empresa, até a próxima sexta-feira os salários atrasados dos médicos serão pagos.

Tops da Gazeta