últimas notícias

Polícia de Taboão da Serra investiga estelionato usando Bitcoins

Segundo o delegado do 1º Distrito Policial, a acusada prometia lucros exorbitantes, que beiravam os 30% ao mês, mas a lucratividade era zero para os investidores Da Reportagem De São Paulo

A Polícia Civil de Taboão da Serra indiciou uma mulher acusada de estelionato em investimentos em moedas eletrônicas, como Bitcoins. Segundo o delegado do 1º Distrito Policial, Dr. Altamiro Nunes, ela prometia lucros exorbitantes, que beiravam os 30% ao mês, mas a lucratividade era zero para os investidores.

O nome da acusada e do seu escritório não foi divulgado. Segundo o delegado, a Polícia Civil recebeu diversas denúncias contra o escritório de investimentos que não devolvia o dinheiro aplicado na moeda. “Muitas pessoas perderam dinheiro, carros. Vamos entrar inclusive com o pedido de bloqueio de veículos, contas bancárias e até, eventualmente, sequestro de bens”, afirmou Dr. Altamiro.

O delegado não divulgou o valor aplicado pelos investidores. “Cada aplicação tem um valor, começa com valores baixos, mas existem pessoas que investiram muito dinheiro”.

De acordo com o delegado que investiga o caso, muitas pessoas chegaram até o escritório de investimento através de amigos. Mesmo assim a mulher que responde os 17 inquéritos por estelionato não está presa. “A grande sacada é a pessoa não acreditar nesse lucro fácil, a pessoa vai ser iludida, o estelionatário consegue iludir a pessoa que aquilo vai ser um bom negócio”.

A Polícia Civil acredita que outras pessoas podem ter sido vítimas nesse caso e pede que procurem a polícia.

*Matéria produzida por Eduardo Toledo, especial para Gazeta de S.Paulo

Tops da Gazeta