últimas notícias

Recém-nascido é achado morto em meio ao lixo em Taboão da Serra

O bebê estava enrolado em um pano branco, ainda sujo com o líquido amniótico e o cordão umbilical estava embaixo do corpo, mas já cortado Por Nely Rossany De São Paulo

Um bebê recém-nascido foi encontrado morto, nesta terça-feira, em uma calçada, em meio ao lixo, na rua Alecrim, no bairro Jardim Record, em Taboão da Serra. De acordo com a Guarda Civil Municipal (GCM), que atendeu a ocorrência, um carroceiro que passava pelo local teria mexido no lixo, encontrou o bebê e acionou os bombeiros.

Ao chegarem os bombeiros constataram que a criança já estava morta. A GCM então foi acionada. Segundo o agente da GCM, Marcelo Borgatto, ninguém notou nenhuma movimentação estranha e nem presenciou o abandono do bebê que é do sexo masculino.

Ainda segundo Borgatto, o menino estava enrolado em um pano branco, ainda sujo com o líquido amniótico e o cordão umbilical estava embaixo do corpo, mas já cortado.

As condições em que o menino foi achado indicam que o bebê pode ter sido abandonado logo após o parto. Fazia cerca de 18°C no momento em que os guardas encontraram o bebê, mas a mínima pela manhã chegou aos 14°C.

A via onde o bebê foi achado fica atrás da Escola Municipal Teresinha EMEF Profª Therezinha Volpato Baro. O caso será registrado no 1º Distrito Policial de Taboão da Serra e a Polícia Civil vai investigar o caso.

Crime

O delito de exposição ou abandono de recém-nascido está previsto no artigo 134 do Código Penal, que descreve como conduta criminosa o ato de desamparar ou expor o bebê a perigo. Abandonar recém-nascido é crime com pena prevista é de detenção, de 1 a 3 anos e caso o abandono resulte em morte, a pena aumenta para 2 a 6 anos.

Tops da Gazeta