últimas notícias

Polícia investiga se dupla fez outras vítimas em Taboão

A dupla abordava crianças e adolescentes em um Prisma prata com o capô preto e ofereciam lanches em restaurantes de fast food, fazendo com que as meninas entrassem no carro Por Portal O Taboanense Da Grande São Paulo

As investigações sobre um crime de pedofilia continuam em curso na 1ª delegacia de Taboão da Serra. O delegado Dr. Ronald Nascimento acredita que a dupla, presa desde o último dia 29, pode ter feito outras vítimas.

A dupla abordava crianças e adolescentes em um Prisma prata com o capô preto e ofereciam lanches em restaurantes de fast food, fazendo com que as meninas entrassem no carro. “Trabalhamos com essa hipótese, que outras crianças e adolescentes tenham sido abordadas”, disse o delegado.

A Polícia Civil chegou até os dois acusados após eles terem ameaçado uma criança na porta de uma escola em Taboão da Serra. No dia seguinte, o pai da menina reconheceu o carro e foi tomar satisfação com os dois ocupantes e houve uma grande discussão. Uma viatura da GCM passava pelo local e acabou intervindo, levando todos os envolvidos para a delegacia.

“Quando ouvimos a história percebemos que havia algo de estranho, começamos a explorar o assunto, até que descobrimos que esses dois indivíduos teriam colocado no carro, em outro dia, duas meninas de 13 e 14 anos”, disse Dr. Ronald Nascimento.

No decorrer das investigações, a polícia descobriu que outra menina, de 11 anos, também esteve no veículo. “Segundo o relato das vítimas a intenção era clara, de ter contato íntimos com elas”, relata o delegado.

No carro, com as três meninas, a dupla teria se assustado com a reação de uma das garotas, que pediu para descer do veículo. Segundo Dr. Ronald, o caso é tratado como de estupro de vulneráveis.

Ainda de acordo com o delegado, os dois estão “presos temporariamente por 30 dias e o caso segue em investigação”.

Tops da Gazeta