últimas notícias

Vereadores tucanos de Taboão fazem campanha para Skaf (MDB)

Ao invés de fazerem campanha para João Doria ao governo do Estado, vereadores apoiaram candidato da oposição na Grande SP Por Matheus Herbert De São Paulo

Faltando menos de 30 dias para as eleições, não muito diferente do clima nacional o cenário político em Taboão da Serra segue confuso e acalorado. Na tarde desta segunda-feira, quatro vereadores tucanos do município organizaram e acompanharam a visita do candidato ao governo do Estado Paulo Skaf (MDB) pela estrada Kizaemon Takeuti. Os vereadores Carlinhos do Leme, Eduardo Nóbrega, Érica Franquini e André Sorriso formam desde o final de agosto o “Bloco Independente” e segundo eles, Skaf é o melhor nome ao Estado.

“Essa decisão do prefeito de não apoiar o próprio PSDB dentro da cidade, é o que fez com que nós nos uníssimos para apoiar um outro candidato. Fernando Fernandes disse que é dono do PSDB, que não vai eleger presidente da Câmara e nem prefeito do PSDB, porque não precisa dos nossos votos. Se ele não faz a defesa do partido, então não temos espaço dentro dessa situação”, disse Eduardo Nóbrega à Gazeta.

Os vereadores fizeram questão de caminhar abraçados ao político do MDB. A caminhada durou 30 minutos e Skaf tirou fotos e conversou com os eleitores. Entre as reclamações dos taboanenses estavam a falta de creche e o candidato prometeu que, caso seja eleito, as prefeituras receberão apoio do governo do estado para reduzir o déficit. Estudos para a chegada do Metrô em Taboão da Serra também foram promessas de Skaf.

“De coração, muito obrigado a vocês todos”, disse Paulo Skaf em agradecimento aos vereadores.

Ainda segundo Nóbrega, “esse apoio não é político, ele surgiu após um convite do vice prefeito de Taboão da Serra, Laércio Lopes e decidimos apoiar Skaf ao Estado”, complementou Nóbrega.

O vereador André Sorriso (PSDB) falou das consequências do ato. “Podemos até ser expulsos, mas não estamos preocupados com isso agora. Nossa preocupação é ficar ao lado do Skaf. Nós entendemos que o Skaf é o mais preparado”, disse durante a caminhada.

Já a vereadora Érica Franquini reforçou que o desentendimentos com o atual governo municipal, liderado pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB) foi um dos motivos para o rompimento. “Skaf é o melhor pra São Paulo” e sobre o candidato tucano, João Doria (PSDB), ela acrescentou, “ele não podia ter abandonado a prefeitura de São Paulo”.

Rompimento

Após anunciar o bloco no final do mesmo mês, os vereadores André Egydio, Eduardo Nóbrega, Carlinhos do Leme e Érica Franquini, além de Alex Bodinho (PPS), ainda anunciaram apoio à candidatura de Hugo Prado (PSB) a deputado estadual e a de Ely Santos (PRB) a deputada federal, ambos da cidade vizinha, Embu das Artes.

Cada partido apoia uma diferente candidatura ao governo estadual. O PRB apoia João Doria e o PSB, o atual governador Márcio França (PSB).

Tops da Gazeta