últimas notícias

Jovem que teve testa tatuada deixa clínica de tratamento

Foram quase 16 meses de tratamento desde que ele ficou internado em 13 de junho de 2017. Da Reportagem Da Grande São Paulo

O jovem de 18 anos que teve a testa tatuado com a frase “eu sou ladrão e vacilão”, por dois homens na cidade de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, deixou a clínica na última quarta-feira, onde fazia tratamento contra o vício de crack e álcool. Apesar de receber alta, o adolescente precisará seguir algumas recomendações para controlar a dependência química.

Foram quase 16 meses de tratamento desde que ele ficou internado em 13 de junho de 2017 na Clínica Grand House, em Mairiporã. Recentemente ele foi transferido para outra unidade, em Extrema (MG), de onde saiu em alta do tratamento.
O tratamento a que o jovem foi submetido incluiu sessões de terapia a laser para a retirada da tatuagem na testa, que deverá ser continuada por ele mesmo fora da internação.

Em liberdade

Os dois homens que tatuaram a testa do adolescente foram condenados pelo crime no dia 19 de fevereiro
deste ano.

O músico e tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 29 anos, conseguiu progressão da pena e está em regime aberto desde 25 de maio deste ano. Ele deixou a Penitenciária “Dr. José Augusto César Salgado” de Tremembé II, no interior de São Paulo, após a Justiça conceder alvará de soltura, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). Maycon foi preso no dia 9 de junho do ano passado.

Já Ronildo Moreira de Araújo, 31 anos, foi condenado a três anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado pelo crime de lesão corporal gravíssima e de cinco meses e sete dias de detenção em regime inicial semiaberto pelo crime de constrangimento ilegal.

Tops da Gazeta