últimas notícias

Justiça decreta prisão de padrasto suspeito de matar enteado

O homem, de 33 anos, também tentou matar o filho de 3 anos e está foragido. O crime aconteceu na segunda-feira (15) Da Reportagem De São Paulo

Na manhã de hoje (16) a Justiça decretou a prisão temporária do padrasto e principal suspeito de matar o seu enteado de 13 anos na última segunda-feira (15), em Santo André, no ABC. W.E. de S. de 33 anos fugiu após o crime e até o fechamento desta edição não havia sido preso. Os investigadores já começaram a ouvir testemunhas para descobrir o paradeiro do suspeito. Padrasto teria matado o adolescente asfixiado.

De acordo com a Polícia Civil de Santo André, a mãe do garoto não estava em casa no momento do crime e só foi descobrir a morte horas depois, quando voltou do trabalho e encontrou o filho menor, de 3 anos, com fome e assustado.

As investigações apontaram que o padrasto também tentou matar o filho de três anos, que foi hospitalizado e está em estado de choque. Na segunda-feira, os meninos tinham ficado em casa com o pai, no bairro Utinga. A mãe tinha saído para trabalhar antes das 8h e voltou no fim da tarde.

Ainda segundo a polícia, o padrasto não é visto desde a manhã de segunda. Segundo as investigações, é provável que ele tenha matado o garoto de 13 anos, ainda de manhã e fugido na sequência.

Processo de separação

A Polícia Civil de Santo André também apontou que W.E. de S. e a mãe dos garotos estavam em processo de separação, após uma união de 10 anos. A polícia estuda que o suspeito possa ter fugido para o Rio de Janeiro, onde tem parentes.

O suspeito foi viciado em drogas antes de se casar e no começo do ano estava com depressão.

Tops da Gazeta