últimas notícias

Poluição pode matar 18 pessoas por dia na Grande SP, diz estudo

O estudo apontou que a chuva até limpa o ar nas cidades da Grande SP, porém a fumaça que sai dos escapamentos dos veículos afeta a qualidade do ar, e agrava as doenças respiratórias Da Reportagem De São Paulo

O Instituto de Saúde e Sustentabilidade e a Escola Paulista de Medicina divulgou um estudo apontando que se os níveis de poluição continuarem da forma que estão, até o ano de 2025, haverá mais de 51 mil mortes na região metropolitana de São Paulo provocadas pela qualidade do ar. O estudo foi divulgado na manhã de ontem (24).

Segundo o Instituto e escola, os dados correspondem a 6,4 mil mortes por ano, ou seja, cerca de 18 mortes por dia na Grande São Paulo.

O estudo apontou que a chuva até limpa o ar nas cidades da Grande São Paulo, porém a fumaça que sai dos escapamentos dos veículos afeta muito a qualidade do ar, e agrava as doenças respiratórias dos moradores.

Durante a pesquisa, os médicos afirmaram que 11 pessoas devem dar entrada nos hospitais diariamente - até 2025 - com doenças respiratórias, cardiovasculares e câncer de pulmão.

Segundo os pesquisadores do levantamento, a poluição em São Paulo mata duas vezes mais do que acidentes de trânsito, cinco vezes mais do que câncer de mama e sete vezes mais que a AIDS.

A Associação Paulista de Medicina lançou um manifesto às autoridades municipais, estaduais e federais para que os padrões nacionais de qualidade de ar e os limites de emissão de poluentes sejam revistos, para que as mortes sejam evitadas.

Tops da Gazeta