últimas notícias

Represa não corre mais risco de se romper em Juquitiba

A Defesa Civil local detectou dia 18 de maio um processo de erosão no maciço de um pequeno açude em um afluente do rio São Lourenço Por Portal O Taboanense Da Grande São Paulo

O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) informou que a represa privada, localizada no bairro das Senhorinhas, em Juquitiba, "não corre mais risco de rompimento, estando em condições seguras de operação".

Em nota ao "Portal O Taboanense", o DAEE informou que no dia 24 de maio, "enviou uma equipe técnica e um conjunto de bombas de sucção e outros equipamentos para o local, que rebaixaram o nível d'água do reservatório, reduzindo a pressão sobre o maciço. A ação permitiu à prefeitura implantar uma nova tubulação de descarga do açude, com tubos de aço e de concreto, e liberar o tráfego sobre o maciço na tarde de quarta-feira e concluir o trabalho na manhã do dia 23 de maio". Juquitiba possui várias represas de pequenas proporções construídas em sítios e chácaras com objetivo de lazer, pescaria e irrigação.

A Defesa Civil local detectou dia 18 de maio um processo de erosão no maciço de um pequeno açude em um afluente do rio São Lourenço. O maciço serve de passagem para a estrada dos Lagos, uma estrada vicinal que liga o núcleo urbano principal a bairros da zona rural. A erosão foi provocada pelo entupimento do descarregador de fundo, solapando a pista e comprometendo a integridade do maciço. O rompimento da barragem poderia colocar em risco outros açudes e a EEPG Eliana Fischer Bambi Delfino Pinto localizados à jusante. A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Juquitiba, mas até o fechamento da matéria não obteve retorno.

Tops da Gazeta