últimas notícias

Doria desiste de Metrô e anuncia BRT no ABC

ABC esperava a construção de um monotrilho desde 2009; o alto custo da obra e prazo de entrega inviabilizaram o projeto Por Nely Rossany De São Paulo

Um BRT (ônibus de Trânsito Rápido, na sigla em inglês) vai conectar as cidades de São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul às estações da Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira.

Desde 2009, a população do ABC esperava a construção de um monotrilho. No entanto, segundo o Governo do Estado, o alto custo da obra e prazo de entrega desse modelo inviabilizaram o projeto. A previsão de custo da linha de monotrilho era de cerca de R$ 6 bilhões, já o novo projeto de BRT deve custar R$ 680 milhões e ser entregue em até 18 meses.

Os prefeitos da região do ABC, Orlando Morando (São Bernardo do Campo), Paulo Henrique Serra (Santo André) e José Auricchio Júnior (São Caetano do Sul), teriam optado pelo BRT em conjunto com o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

"Hoje, vamos anunciar um novo modal de transporte metropolitano no ABC. Uma decisão importantíssima do Governo do Estado, depois de vários anos de retardo. Será uma opção de menor custo, de menor tempo, de mais eficiência e de menos manutenção", disse o governador.

O BRT é um sistema de transporte que funciona com corredores de ônibus e estações em plataformas elevadas com cobrança de tarifa fora do veículo. "Apresentamos a solução que vai ao encontro dos anseios da região, pois a Linha 18-Bronze, se atualizarmos os custos de obras, teríamos uma obra para ser executada na ordem de R$ 6 bilhões. A solução poderá substituir a construção do monotrilho, na ordem de R$ 680 milhões. Uma solução de transporte público eficiente e adequado para a sociedade", salientou Alexandre Baldy.

Durante entrevista coletiva, os representantes do governo estadual anunciaram que a Linha 10-Turquesa, da CPTM, que também atende a região, se tornará um metrô de superfície e terá início a contratação do projeto da Linha 20-Rosa, do Metrô, que será alimentada com a demanda do BRT e demais modais.

O projeto e prazos para a Linha 20-Rosa deve ser apresentado em agosto pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

O traçado inicial da Linha 20-Rosa prevê uma ligação da Lapa até o ABC paulista, passando pela região de Pinheiros (zona oeste), Moema, São Judas (ambas na zona sul), até chegar no entroncamento entre Santo André, São Bernardo e São Caetano.

Tops da Gazeta