últimas notícias

Acervo

Viagens de motocicletas sobem 48% em 10 anos na Grande SP

Crescimento foi puxado pelas famílias que possuem renda de até R$ 3.816, que representam 49% das pessoas que usam motocicletas Da Reportagem De São Paulo

O uso de motocicletas para deslocamento na região metropolitana de São Paulo aumentou 48% entre os anos de 2007 e 2017, segundo dados da Pesquisa Origem e Destino feita pelo Metrô de SP.

De acordo com o estudo, esse crescimento foi puxado pelas famílias que possuem renda de até R$ 3.816, que representam 49% das pessoas que se deslocam de motocicletas. O principal motivo dessa alta fica por conta das pessoas que trabalham com entregas. A pesquisa ainda aponta que mais de 340 mil pessoas utilizam esse tipo de transporte todos os dias na região metropolitana da cidade e que, desse total, 92% são homens.

Os números de alta também refletem nos acidentes de trânsito. No ano de 2018, por exemplo, 657 motoristas morreram em decorrência de acidentes, contra 591 mortes em 2017, o que representa um crescimento de 11,1%. Buscando reduzir os dados de acidentes de trânsito, a prefeitura de SP decidiu proibir os motociclistas de circular nas pistas expressas das Marginais Pinheiros e Tietê, além de vetar, entre 22h e 5h, a circulação de na pista central da Marginal Tietê.

Tops da Gazeta

Viagens de motocicletas sobem 48% em 10 anos na Grande SPViagens de motocicletas sobem 48% em 10 anos na Grande SP
últimas notícias

Acervo

Viagens de motocicletas sobem 48% em 10 anos na Grande SP

Crescimento foi puxado pelas famílias que possuem renda de até R$ 3.816, que representam 49% das pessoas que usam motocicletas Da Reportagem De São Paulo

O uso de motocicletas para deslocamento na região metropolitana de São Paulo aumentou 48% entre os anos de 2007 e 2017, segundo dados da Pesquisa Origem e Destino feita pelo Metrô de SP.

De acordo com o estudo, esse crescimento foi puxado pelas famílias que possuem renda de até R$ 3.816, que representam 49% das pessoas que se deslocam de motocicletas. O principal motivo dessa alta fica por conta das pessoas que trabalham com entregas. A pesquisa ainda aponta que mais de 340 mil pessoas utilizam esse tipo de transporte todos os dias na região metropolitana da cidade e que, desse total, 92% são homens.

Os números de alta também refletem nos acidentes de trânsito. No ano de 2018, por exemplo, 657 motoristas morreram em decorrência de acidentes, contra 591 mortes em 2017, o que representa um crescimento de 11,1%. Buscando reduzir os dados de acidentes de trânsito, a prefeitura de SP decidiu proibir os motociclistas de circular nas pistas expressas das Marginais Pinheiros e Tietê, além de vetar, entre 22h e 5h, a circulação de na pista central da Marginal Tietê.

Tops da Gazeta