últimas notícias

Natal deve movimentar R$ 286 milhões no ABC

Com um quarto das compras realizadas pela internet, o Natal deste ano movimentará a economia na região do ABC, diz pesquisa Da Reportagem De São Paulo

Com um quarto das compras realizadas pela internet, o Natal deste ano levará os moradores do ABC a gastar aproximadamente R$ 286 milhões com a aquisição de presentes.

As estimativas integram a Pesquisa de Intenção de Compra (PIC) Natal, realizada pelo Observatório Econômico da Universidade Metodista de São Paulo e divulgada na quarta-feira (4).

A conveniência digital não para de crescer e, no ABC, o comércio eletrônico deve responder por 25% das compras da data, a mais importante do varejo brasileiro. Em 2018, a participação da internet não passava de 4%.

Porém, a maioria dos consumidores está disposta a gastar sola de sapato: 41% vão comprar em shoppings, 27% no comércio do centro das cidades e 4% no de bairro.

Ainda segundo a pesquisa, a movimentação comercial no Natal deve ser 4% inferior, em termos reais (considerada a inflação), à prevista para o ano passado (R$ 291 milhões), interrompendo dois anos consecutivos de crescimento.

Moisés Pais dos Santos, professor pesquisador da Metodista, atribuiu a retração à lenta recuperação da atividade econômica, agravada no ABC pelas dificuldades enfrentadas pelo setor industrial, que sofre com a crise argentina e com o fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo.

"As fábricas da região operam com 41% de ociosidade e perderam 1.654 postos formais de trabalho entre janeiro e outubro deste ano", citou Santos, referindo-se aos últimos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Os entrevistados pretendem desembolsar R$ 406 com a data, valor 4% inferior ao apurado no ano passado (R$ 413). Os itens mais procurados deverão ser vestuário/calçados (31%), brinquedos (16%), perfumes/cosméticos (16%) e livros (8%).


*Com informações do Diário Regional

Tops da Gazeta