últimas notícias
No portfólio há ainda casas antigas, terrenos e galpões, que já foram utilizados pela administração pública (Foto: Divulgação)
No portfólio há ainda casas antigas, terrenos e galpões, que já foram utilizados pela administração pública (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

Governo de São Paulo vende 29 imóveis

As propriedades estão localizadas na Capital e em 18 cidades do interior e do litoral, os lances iniciais variam de R$ 45 mil a R$ 25 milhões

O Governo do Estado de São Paulo realizará nos dias 15 e 16 de dezembro uma concorrência pública para a venda de 29 imóveis avaliados em R$ 96 milhões. Podem participar da disputa pessoas físicas e jurídicas, que preencham as condições estabelecidas no edital, a ser acessado em www.imoveis.sp.gov.br.

As propriedades estão localizadas na Capital e em 18 cidades do interior e do litoral, os lances iniciais variam de R$ 45 mil a R$ 25 milhões. O imóvel mais valioso, inclusive, é um dos destaques do pregão. Trata-se de um terreno no centro de Campinas, que o Estado recebeu por dívidas fiscais, após a falência de uma empresa de couro e calçados. Na Capital, chama a atenção a antiga garagem sul da Polícia Civil, no bairro Planalto Paulista, avaliada em R$ 15,3 milhões.

No portfólio há ainda casas antigas, terrenos e galpões, que já foram utilizados pela administração pública, mas atualmente estão sem destinação. Segundo o presidente do Conselho do Patrimônio Imobiliário do Estado de São Paulo, Bruno Correia, os recursos arrecadados serão destinados para investimentos na saúde, educação e segurança pública, sendo que os imóveis podem ser pagos em até 120 meses, mediante entrada de 5% do valor pago.

Este ano, o Governo de SP já realizou alguns leilões para venda de imóveis. Em setembro, por exemplo, a gestão vendeu 24 propriedades e arrecadou R$ 73,7 milhões.

Comentários

Tops da Gazeta