últimas notícias

Jovem espancado por R$ 15 em balada passa por cirurgia

Lucas Martins de Paula está em estado grave desde que foi agredido por seguranças em uma balada de Santos Por Nely Rossany De São Paulo

Lucas Martins de Paula, de 21 anos, o estudante agredido por seguranças de uma casa noturna em Santos, no litoral de São Paulo, passou por uma nova cirurgia para diminuir a hipertensão intracraniana.

O procedimento aconteceu no sábado e de acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, o estado de saúde do jovem ainda é considerado grave e ele permanece em coma induzido.

De acordo com o boletim da Santa Casa de Santos, após o procedimento, o paciente retornou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neurocirúrgica, onde permanece internado.

Na última semana, o bar e casa noturna Baccará, onde a agressão ocorreu, foi intimado na pela Prefeitura de Santos a encerrar suas atividades.

A casa noturna funciona há dois anos sem alvará. Segundo amigos do jovem, a agressão teria acontecido porque Lucas discordou de uma cobrança no valor de R$ 15 na sua comanda. A agressão aconteceu no último dia 7.

Investigação

Os três seguranças suspeitos de agressão ao universitário e dois amigos dele – um advogado e um empresário – foram ouvidos na terça-feira no 3º Distrito Policial (Ponta da Praia). O advogado e o empresário também prestaram depoimento, assim como duas testemunhas.

Segundo o delegado titular do distrito, Luiz Henrique Ribeiro Artacho, os seguranças afirmaram que Lucas estava agressivo devido à divergência de R$ 15 em sua comanda e que foram alvos de agressão primeiro. “Falam que foram usar de força para contê-lo e que ele teria partido para cima. São versões divergentes (entre seguranças e clientes feridos ouvidos)”, afirma.

Tops da Gazeta