últimas notícias

Incêndio provoca vazamento de produto tóxico e quarteirão é esvaziado em Santos

O incêndio ocorreu em um galpão de uma marcenaria. No local estavam armazenados, em garrafas, duas toneladas de fosfóreo de alumínio Por Estadão Conteúdo De São Paulo

O galpão de uma marcenaria pegou fogo em Santos, no litoral de São Paulo, no início da madrugada desta segunda-feira, 8, e causou vazamento de produto tóxico. No local estavam armazenados, em garrafas, duas toneladas de fosfeto de alumínio. Cerca de 70 pessoas que moram próximas ao local foram retiradas de suas casas e encaminhadas à Santa Casa da cidade.

Segundo Daniel Onias, coordenador da Defesa Civil de Santos, o incêndio na Rua Dr. Cochrane, no Paquetá, começou por volta da meia-noite e somente às 4h o responsável pelo galpão informou que haviam produtos químicos no local. O Corpo de Bombeiros foi acionado e equipes trabalharam no combate às chamas.

A carga pertencia a uma empresa que realiza trabalho de controle de pragas em porões de navios. De acordo com Onias, em contato com a água, o fosfeto de alumínio libera o gás fosfina, que é altamente tóxico.

Por volta das 12h30, o fogo estava controlado e as equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil continuavam no local realizando os procedimentos necessários para eliminar qualquer foco de um novo incêndio.

O quarteirão da Rua Dr. Cochrane está interditado entre as Ruas João Pessoa e a General Câmara.

Tops da Gazeta