últimas notícias

Agentes apreendem drogas, eletrônicos e impedem fuga no CPP de Mongaguá

Os flagrantes aconteceram em três ocorrências na noite desta terça-feira (19) Por Diário do Litoral De Santos

Agentes do Centro de Progressão Penitenciária "Dr. Rubens Aleixo Sendin", o CPP de Mongaguá, apreenderam 1,685 quilos de maconha e 19 itens eletrônicos, além de impedirem a fuga de três detentos na noite de terça-feira, (19). Os flagrantes aconteceram em três ocorrências frustradas graças ao trabalho dos servidores da unidade.

Por volta das 19h30, o funcionário escalado para uma das torres de vigilância visualizou um arremesso de pacotes pelos alambrados do presídio. De imediato, acionou o alarme de segurança e uma equipe foi formada para inspecionar o local, onde foram encontrados sete invólucros com o total de 1,240 quilos de maconha e 10 placas para carregador de celular.

Pouco mais de uma hora depois, o agente em vigília na torre flagrou a tentativa de fuga de três internos, impedidos pelos servidores da unidade, que foram de encontro aos suspeitos. Às 21h15, em uma terceira ocorrência, foi avistado mais um arremesso de ilícitos para a unidade. Ao revistarem o espaço, os funcionários encontraram quatro pacotes que continham 455 gramas de maconha, 2 aparelhos de celular com 6 carregadores e 1 cabo USB.

Os CPPs são unidades penais de regime semiaberto, que não dispõem de vigilância armada nem são cercadas por muralha. A permanência do preso, nesse regime, se caracteriza muito mais pelo senso de autodisciplina e autorresponsabilidade, que propriamente por mecanismos de contenção contra evasão.

Os materiais apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Sede de Mongaguá, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência.

Tops da Gazeta