últimas notícias

Professores suspendem paralisações em Cubatão

O governo vai enviar à Câmara um projeto de lei restabelecendo os 30% de adicional para quem tem ensino superior Por Diário do Litoral De Santos

A greve de 24 horas dos professores da rede municipal de Cubatão teve, ontem (26), 70% de adesão. De acordo com o sindicato, perto de 200 educadores estiveram concentrados no Paço Municipal. O governo vai enviar à Câmara um projeto de lei restabelecendo os 30% de adicional para quem tem ensino superior.

A Cidade tem 1,3 mil professores que atuam em 55 escolas. Eles reivindicam recomposição salarial referente à redução de 30% dos proventos do Infantil e Fundamental 1, o fim dos processos de desaposentadoria, a garantia de aposentadoria sobre a jornada total e o pagamento do piso nacional do magistério para o infantil 1.

Os trabalhadores estiveram concentrados a partir das 9 horas de ontem. Às 11 horas, foram recebidos pela chefe de Gabinete, Renata Almeida. De acordo com ela, os professores apresentaram uma nova proposta que está sendo estudada.

Já o Sindicato dos Professores informou que o governo municipal admitiu a tramitação de uma proposta na Câmara para resolver a questão, mas apenas fará isso no dia 15 de março. Ontem, às 17 horas, os professores fizeram uma assembleia e decidiram que vão entregar também uma proposta ao Executivo. As paralisações de 24 horas, feitas em todas as terças-feiras, pelos professores estão suspensas até o dia 15. Neste dia, os trabalhadores farão uma assembleia para avaliar toda a situação.


*Por Glauco Braga, do Diário do Litoral

Tops da Gazeta