últimas notícias

Acervo

Carteira de identificação para pessoa com autismo facilita exercício de direitos em Santos

O dispositivo pretende promover reconhecimento oficial e tem o objetivo de facilitar a identificação e o exercício dos direitos de pessoas com deficiência Por Diário do Litoral De Santos

Entre as celebrações do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, a Prefeitura instituiu nesta terça-feira (2) a carteira de identificação da pessoa com deficiência e Transtorno do Espectro Autista (TEA). O dispositivo pretende promover reconhecimento oficial e tem o objetivo de facilitar a identificação e o exercício dos direitos de pessoas com deficiência.

Na presença de dezenas de pessoas, entre autoridades e familiares de portadores de autismo, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa entregou as primeiras identificações no salão nobre do Paço Municipal. As carteiras poderão ser usadas no comércio, bancos, hospitais, visando o reconhecimento e atendimento prioritário.

O prefeito também destacou outra medida em favor do segmento - a construção da futura Clínica Escola para Autistas da Prefeitura, já em fase final, ressaltando a colaboração do Grupo Acolhe Autismo na elaboração e execução das obras.

"Hoje estamos indo além da conscientização; temos ações concretas desenvolvidas em nossa Cidade. O trabalho feito por essas mães mostrou, desde o início, a motivação e a paixão pela causa. A incorporação deste projeto, a delicadeza e a vontade para participar dos detalhes, as adequações, o olhar de quem vive, convive e que sabe o que é necessário, fizeram toda a diferença para que pudéssemos construir o equipamento".

A presidente do Acolhe Autismo, Ana Lucia Félix, ressaltou que a instituição da carteira de identificação faz parte de um processo de reconhecimento pela sociedade. "Vai trazer credibilidade, é uma identificação oficial da Prefeitura. É importante estarmos junto do Poder Público, com gestores acompanhando nossas necessidades".

Mãe de duas crianças com TEA, A.P.C. define em uma palavra o ato. "Para mim, a palavra não é tolerância e nem solidariedade. Essa cerimônia representa respeito a indivíduos que têm uma questão comportamental, que é o autismo, e que hoje não tem mais como a sociedade tê-los como invisíveis".

Os interessados em solicitar suas carteiras de identificação devem se dirigir ao Poupatempo. A expedição é gratuita. Os documentos exigidos estão descritos no decreto publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (3).

Tops da Gazeta