últimas notícias

Acervo

Em Peruíbe, volume de chuvas bate recorde histórico

Em 72 horas, choveu mais do que a média histórica de 30 dias do mês de abril, desde 1963 Por Diário do Litoral De Santos

As fortes chuvas que atingiram a Baixada Santista entre a noite da última segunda-feira (8) e o dia de ontem (9) causaram transtornos para os moradores. O volume de chuvas de Peruíbe superou 270 milímetros, o maior da região. Em 72 horas, choveu mais do que a média histórica aferida em 30 dias do mês de abril, desde 1963.

No total, 80 pessoas ficaram desabrigadas na cidade e estão acolhidas no Núcleo de Ações Educativas e Sociais (NAES), no Caraguava. O Fundo Social de Solidariedade está recebendo em sua sede (Avenida São João,664), doações de colchões, roupas e alimentos não perecíveis.

Em Santos, o acumulado de chuva em 72 horas chegou a 129,9 milímetros - equivalente a 67% da média histórica para o mês de abril (194 milímetros). Os morros ficaram em estado de atenção, mas, até a tarde de ontem, não havia registro de ocorrências.

De acordo com a Prefeitura de São Vicente, não foram registradas ocorrências na Cidade em decorrência das chuvas. O acumulado pluviométrico foi de 142,6 mm em 72 horas.

Guarujá registrou duas quedas de árvores, sem vítimas. Uma delas, na estrada do Perequê, interditou a via. A cidade também teve 12 pontos de alagamento. Segundo a Prefeitura, desde domingo equipes estão realizando vistorias preventivas.

Nas últimas 24 horas, Praia Grande registrou 65 milímetros de chuva. A Prefeitura informou ainda que pontos de acúmulos de água foram escoados pelo sistema de drenagem municipal.

Até a tarde de ontem, a chuva intensa provocou pontos de alagamento em diversas ruas de Mongaguá. No entanto, nenhuma ocorrência foi registrada.

Bertioga e Cubatão não registraram ocorrências.

Tops da Gazeta