últimas notícias

Ex-advogado de Trump diz ter informações sobre conspiração russa

Cohen tem "informação sobre o conhecimento de uma conspiração para corromper a democracia americana pelos russos", afirmou seu advogado Lanny Davis Por Folhapress De São Paulo

Michael Cohen, ex-advogado de Donald Trump, tem informações de interesse sobre a suposta interferência russa nas eleições de 2016, afirmou nesta quarta-feira (22) seu advogado, Lanny Davis.

Cohen tem "informação sobre tanto o conhecimento de uma conspiração para corromper a democracia americana pelos russos quanto sobre a falha em denunciar esse conhecimento ao FBI", afirmou Davis ao canal MSNBC.

À CNN Davis disse que "Cohen tem informações que poderiam ser de interesse do procurador especial [Robert Mueller] sobre se Trump soube de antemão sobre a violação de emails".

Um júri americano indiciou 12 agentes de inteligência russos pela violação das redes de computadores da então candidata Hillary Clinton e do Partido Democrata.

O ex-advogado "ficará mais do que feliz em contar para o procurador especial tudo o que sabe", acrescentou Davis.

Em sua primeira reação após Cohen se declarar culpado, na terça (21), de oito acusações criminais, entre elas o pagamento à ex-atriz pornô Stormy Daniels e a uma ex-modelo da Playboy "a mando" de Trump com objetivo de "influenciar as eleições", Trump escreveu nas redes sociais: "Se você quiser um bom advogado, sugiro que você não contrate Michael Cohen".

No mesmo dia, Paul Manafort, ex-diretor de campanha do republicano, foi condenado por oito acusações de fraude na Virgínia.

Trump afirmou ainda que Cohen está "inventando histórias" para "obter um acordo".

Cohen foi advogado e uma espécie de faz-tudo de Trump por 12 anos.

Davis afirmou ainda que seu cliente não busca e não aceitaria um perdão presidencial. "Ele não quer nada de Donald Trump."

Tops da Gazeta