últimas notícias

Americano é morto a flechadas no Índico

O ataque a John Allen Chau ocorreu quando ele desembarcou na ilha Sentinela do Norte, que é de acesso proibido a visitantes Da Reportagem De São Paulo

Um cidadão norte-americano de 27 anos foi morto a flechadas nesta semana por uma tribo que vive no arquipélago de Andaman e Nicobar, no oceano Índico.

O ataque a John Allen Chau ocorreu quando ele desembarcou na ilha Sentinela do Norte, que é de acesso proibido a visitantes.

As tribos do arquipélago vivem isoladas há 60 mil anos. O principal motivo das leis de proibição de acesso é a de preservar seus habitantes de doenças. Os nativos não têm resistência a doenças comuns, como gripe e sarampo.

O americano era um missionário cristão e subornou pescadores para levá-lo ao local com o intuito de catequizar os nativos. Ele já teria ido à ilha ao menos quatro vezes de forma clandestina.

De acordo com a organização Survival International, Chau pode ter transmitido agentes patogênicos que têm o “potencial de eliminar toda a tribo”.

Tops da Gazeta