Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 12 Fevereiro 2019 12:47

Renault afirma que Ghosn mantém cargo de diretor após renunciar à presidência

A montadora afirmou que Ghosn mantém sua posição, não especificada pelo grupo, na Renault do Brasil e na Alliance Rostec, joint venture formada entre Rostec, Nissan e Renault
Detido, Ghosn aguarda um julgamento que ainda poderá demorar seis meses para começar Detido, Ghosn aguarda um julgamento que ainda poderá demorar seis meses para começar Reprodução/YouTube
Por Folhapress
De São Paulo

O executivo Carlos Ghosn, preso no Japão desde 19 de novembro, ainda se mantém como diretor da Renault, conforme informou a própria empresa francesa nesta terça-feira (12), três semanas após ele ter renunciado à presidência-executiva e do conselho do grupo automotivo.

A montadora afirmou ainda que Ghosn mantém sua posição, não especificada pelo grupo, na Renault do Brasil e na Alliance Rostec, joint venture formada entre a russa Rostec, a japonesa Nissan e a Renault.

No comunicado, a empresa francesa também lembra que os conselheiros elegeram Thierry Bolloré como novo presidente-executivo e Jean-Dominique Senard para a presidência do conselho de administração.

Detido, Ghosn aguarda um julgamento que ainda poderá demorar seis meses para começar.

Ele é alvo de três acusações, por abuso de confiança e outras infrações financeiras, como por supostamente transferir temporariamente perdas pessoais com investimentos para a Nissan e por ocultar parte sua renda durante três anos.

O executivo nega todas as acusações.

CRONOLOGIA

19.nov.
Presidente do conselho da Nissan, Carlos Ghosn é preso por supostas violações financeiras no Japão; o diretor da Nissan Greg Kelly também é detido, suspeito de envolvimento no caso

21.nov.
Tribunal de Tóquio mantém as prisões de Ghosn e de Kelly por 10 dias

22.nov.
Conselho da Nissan tira Ghosn da presidência do colegiado e Kelly da direção da montadora

25.nov.
Ghosn se pronuncia pela primeira vez desde a detenção e nega as acusações

26.nov.
Conselho de administração da Mitsubishi Motors remove Ghosn da presidência do colegiado

30.nov.
Tribunal de Tóquio aceita estender até 10 de dezembro a detenção de Ghosn

10.dez.
Procuradores de Tóquio indiciam oficialmente Ghosn por subdeclarar sua renda e prorrogaram sua detenção. Nissan também é indiciada por apresentar declarações financeiras falsas

11.dez
Tribunal de Tóquio rejeita recurso apresentadopelosadvogadosde Ghosn para ele ser libertado

12.dez.
Tribunal brasileiro decide que Ghosn deve ter acesso a apartamento no Rio de Janeiro para recuperar pertences

13.dez.
Nissan afirma que Ghosn e seus representantes não têm direito a acessar o apartamento do Rio e que o conteúdo de três cofres existentes no imóvel podem conter evidência contra o executivo. Na mesma data, o conselho administrativo da Renault ratifica Ghosn como presidente da multinacional

14.dez.
Nissan informa que representantes de Ghosn recuperaram documentos do apartamento corporativo no Rio

20.dez.
Tribunal de Tóquio decide não prorrogar a prisão de Carlos Ghosn

21.dez.
Promotoria de Tóquio faz nova acusação e consegue impedirasoltura do empresário. Kelly, porém, deve deixar a cadeia

23.dez.
Justiça japonesa decide prolongar a detenção de Ghosn por mais dez dias

25.dez.
Tribunal autoriza liberdade de Greg Kelly, sob fiança de R$ 2,4 milhões

31.dez.
Prisão de Ghosn é prorrogada por mais 10 dias


2019​

8.jan.
Ghosn faz primeira declaração pública desde prisão e diz que foi detido injustamente

11.jan.
Promotoria apresenta novas acusações contra Ghosn

17.jan.
Tribunal de Tóquio nega pedido de liberdade sob fiança, e Ghosn deve permanecer detido até março

20.jan.
Ghosn aluga apartamento e oferece uso de monitoramento eletrônico para deixar prisão

22.jan.
Justiça nega novo pedido de liberdade sob fiança de Ghson

24.jan.
Ghosn renuncia à presidência da Renault, e executivos da montadora francesa e da Michelin assumem seu lugar

30.jan.
Em primeira entrevista desde prisão em novembro, Ghson diz que executivos da Nissan usaram conspiração e traição para barrar integração com Renault

7.fev.
Renault apura se Ghosn usou contrato com Versalhes para pagar casamento

12.fev.
Renault afirma que Ghosn mantém cargo como diretor da empresa

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado