últimas notícias

Acervo

Ataque suicida realizado por menino deixa cinco mortos no Afeganistão

O ataque foi feito dentro da casa de um comandante de uma milícia pró-governo, no distrito de Pacheragam, na província de Nangarhar, no leste do país Por Folhapress De São Paulo

Um garoto entrou a pé em um casamento levando bombas e realizou um ataque suicida na manhã desta sexta-feira (12) no Afeganistão.

O ataque foi feito dentro da casa de um comandante de uma milícia pró-governo, no distrito de Pacheragam, na província de Nangarhar, no leste do país. Ao menos cinco pessoas morreram e dezenas ficaram feridas, segundo confirmou o governo de Nangarhar.

O governador do distrito de Pachiragam, onde aconteceu o ataque, citou 14 mortos e 14 feridos, mas afirmou que esse balanço não é definitivo.

A idade do menino não foi informada pelas autoridades.

Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque. O Talebã negou envolvimento com o atentado.

Nangarhar fica próxima à fronteira com o Paquistão. A região possui bases de diversos grupos extremistas, como o Estado Islâmico. Milícias pró-governo atuam no combate a esses grupos.

Militantes extremistas realizaram diversos ataques a escritórios do governo, escolas e a grupos de ajuda humanitária nos últimos anos na região, inclusive em Jalalabad, a maior cidade de Nangarhar.

Tops da Gazeta

Ataque suicida realizado por menino deixa cinco mortos no AfeganistãoAtaque suicida realizado por menino deixa cinco mortos no Afeganistão
últimas notícias

Acervo

Ataque suicida realizado por menino deixa cinco mortos no Afeganistão

O ataque foi feito dentro da casa de um comandante de uma milícia pró-governo, no distrito de Pacheragam, na província de Nangarhar, no leste do país Por Folhapress De São Paulo

Um garoto entrou a pé em um casamento levando bombas e realizou um ataque suicida na manhã desta sexta-feira (12) no Afeganistão.

O ataque foi feito dentro da casa de um comandante de uma milícia pró-governo, no distrito de Pacheragam, na província de Nangarhar, no leste do país. Ao menos cinco pessoas morreram e dezenas ficaram feridas, segundo confirmou o governo de Nangarhar.

O governador do distrito de Pachiragam, onde aconteceu o ataque, citou 14 mortos e 14 feridos, mas afirmou que esse balanço não é definitivo.

A idade do menino não foi informada pelas autoridades.

Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque. O Talebã negou envolvimento com o atentado.

Nangarhar fica próxima à fronteira com o Paquistão. A região possui bases de diversos grupos extremistas, como o Estado Islâmico. Milícias pró-governo atuam no combate a esses grupos.

Militantes extremistas realizaram diversos ataques a escritórios do governo, escolas e a grupos de ajuda humanitária nos últimos anos na região, inclusive em Jalalabad, a maior cidade de Nangarhar.

Tops da Gazeta