Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Quarta, 27 Fevereiro 2019 11:24

Agrotóxico amplia risco de câncer em 41%

Um novo estudo publicado agora pela revista “Reviews in Mutation Research” concluiu que pessoas com alta exposição ao glifosato têm risco 41% maior de desenvolver câncer do tipo linfoma não-Hodgkin. O agrotóxico também seria responsável pelo câncer do sistema circulatório. Desenvolvido pela multinacional Monsanto, ligada à alemã Bayer, o glifosato é comercializado desde a década de 1970 e está presente em 90% das plantações de soja e nos principais cultivos agrícolas.

A conclusão dos cinco cientistas ligados à Universidade de Washington reforça relatório da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC). Em 2015, a entidade classificou o glifosato como “provável carcinógeno humano”.

A posição da IARC provocou uma enxurrada de ações judiciais contra o fabricante do veneno nos EUA, onde já há condenação à empresa e nove mil processos em andamento. A Monsanto alega que não há pesquisas que comprovem a associação entre o glifosato e qualquer tipo de câncer.

No Brasil, o registro do agrotóxico chegou a ser suspenso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) após o relatório da IARC. Porém, a pressão da bancada ruralista no Congresso Nacional derrubou a decisão técnica, permitindo que o glifosato continue sendo usado em larga escala no País.

Desde 2016 tramita no Congresso Nacional o Projeto de Lei 6670/16, que institui a Política Nacional de Redução dos Agrotóxicos (PNARA). A proposta surgiu da sociedade civil e prevê zonas livres de pesticidas perto de casas, escolas, recursos hídricos e áreas de preservação.

O Brasil é o maior importador mundial de pesticidas. Pesquisadores acreditam que cada brasileiro ingere, em média, oito litros de agrotóxicos por ano. Apelidada de “musa do veneno”, a ministra da Agricultura de Jair Bolsonaro, deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), trabalhou pela obstrução das votações do PNARA até o final de 2018, enquanto esteve na Câmara dos Deputados.

Carne embalada ou...
Pesquisadores vinculados às Faculdades de Ciências Médicas e de Ciências Farmacêuticas da Unicamp acabam de identificar a migração de contaminantes das embalagens plásticas para os alimentos. O estudo feito com carne bovina indicou a presença de compostos químicos utilizados na fabricação de embalagens à vácuo nos cortes previamente embalados.

...cortada na hora?
Nos cortes embalados à vácuo foram identificados os compostos químicos Phthalic Anhydride, Stearamide, Diisooctyl phthalate e Polyethylene glycol. Todos eles são impróprios para ingestão por humanos e termoestáveis, ou seja, não são destruídos durante o cozimento ou fritura.

Azeitonas especiais.
Já começaram a sair dos pomares gaúchos as primeiras azeitonas que darão origem aos azeites da safra 2019. E, segundo especialistas italianos que estiveram no Estado para acompanhar a colheita, esta safra será uma das melhores dos últimos tempos em termos de qualidade. O Brasil não produz nem 20% do azeite que consome, sendo, portanto, um dos maiores importadores do produto no mundo.

Fartura no campo.
Maior produtor nacional de uva e vinho e segundo maior produtor de maçã do País, atrás apenas de Santa Catarina, o Rio Grande do Sul deu início neste mês à colheita da maçã e da uva. O estado é responsável por 90% da produção nacional de vinhos e suco de uva e deverá colher 470 mil toneladas de maçã.

Filosofia do campo:
“Todos estes que aí estão atravancando meu caminho... Eles passarão. Eu, passarinho!”, Mario Quintana (1906-1994), poeta e jornalista gaúcho.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado