Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Segunda, 13 Agosto 2018 17:23

“A história na mão”

Otítulo acima faz referência à célebre composição de Geraldo Vandré. “Pra não dizer que não falei das flores”. Apresentada em festival de música, no final dos anos 60, tornou-se ainda mais conhecida anos depois como “Caminhando”. E assim, na segunda metade do século passado, milhões de brasileiros cantaram: “caminhando e cantando.... aprendendo e ensinando uma nova lição... vem, vamos embora...”.

Vivi a segunda etapa desse período com tudo que esta música representou de importante naquele momento da história do nosso País, da crueldade do regime militar à sua derrocada, com o processo de redemocratização. Em sua primeira fase um hino de resistência à ditadura. Na segunda, um símbolo na retomada da democracia brasileira.

Um dos maiores filósofos da humanidade dizia que a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa. A realidade, meu caro Marx, é que temos os dois fenômenos para uma mesma situação. Em plena segunda década do século 21 nossa democracia corre sério risco e tenta se impor uma nova forma de ditadura. E tudo isso sintetizado na mais cruel perseguição a uma liderança política mundialmente reconhecida.

Sim, claro, estamos falando do ex-presidente Lula, preso e condenado sem provas. Juristas renomados do Brasil e mundo afora apontam a injustiça cometida. Lideranças política internacionais, como o senador Bernie Sanders (EUA), a ex-presidente do Chile, Michele Bachelet, e o argentino prêmio Nobel da Paz, Adolfo Perez Esquivel, questionam e denunciam. Ao lado disso, crescem a cada dia as manifestações populares pela libertação e pelo direito de Lula se candidatar à presidência da República.

Dia 15 de agosto, certamente, é o marco principal dessa mobilização. Uma grande marcha, com mais cinco mil manifestantes, se dirige a Brasília para inscrever a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva a Presidente da República, no Tribunal Superior Eleitoral. Preso de maneira injusta, seus direitos políticos estão garantidos. Temos, então, em alusão à música do Vandré e para evitar tanto a tragédia como a farsa, como preconizou Marx, a “história na mão”, para fazer acontecer o registro deste que é o candidato líder absoluto em todas as pesquisas.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado