últimas notícias

Tapete verde

Tapete verde. Um “tapete” de algas verdes cobria parte da Represa Billings, em São Paulo. A Sabesp, companhia responsável pelo abastecimento de água na Capital e em cidades da região metropolitana, disse em nota que não capta água diretamente da represa, “e, sim, de um braço do Rio Grande, que é separado por barragem e fica próximo à rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo”.

Menores, álcool e drogas. Na percepção da maioria dos moradores de São Paulo, a cidade hoje tem mais crianças e adolescentes usando álcool e drogas, pedindo dinheiro e morando na rua do que no ano passado. Para 82% dos residentes da cidade, aumentou o número de crianças e adolescentes consumindo drogas e álcool. Outros 76% percebem crescimento desse público pedindo dinheiro e 73% relatam ter subido o número de crianças e adolescentes moradores de rua. Metade (51%) tem visto mais deles trabalhando.

Lantaser e Spray de pimenta I. Lanternas que disparam choques elétricos são vendidas livremente por ambulantes na região da rua 25 de março, centro de São Paulo. Na travessa Comendador Afonso Kherlakian, conhecida pelo comércio de eletrônicos, é possível ouvir os estalos de longe. “Compre aqui seu ‘lantaser’, cabe na bolsa e derruba bandido na hora”, anunciam aos gritos os vendedores.

Lantaser e Spray de pimenta II. Os itens são procurados principalmente por mulheres interessadas em defesa pessoal. “Este aqui tem muita procura, já saíram mais de 20 hoje”, diz um dos ambulantes. Os valores variam de R$ 50 a R$ 100, a depender do modelo. Alguns vendem também spray de pimenta, pelo preço médio de R$ 60. A cerca de 100 metros, uma dupla de Policiais Militares não intimida o comércio informal: “nossa orientação é apreender e encaminhar para a delegacia, mas se a gente tenta chegar perto, eles correm ao menor sinal”, disse um dos policiais.

Tops da Gazeta