últimas notícias

Serviços

Com entrada gratuita, visitantes podem ver esculturas de arara, macaco, aranha e pássaro, feitas a partir de material reciclado
Com entrada gratuita, visitantes podem ver esculturas de arara, macaco, aranha e pássaro, feitas a partir de material reciclado
Foto: DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE SPAULO

Parque Ecológico do Tietê recebe exposição sobre tráfico de animais

As obras estão dispostas no gramado em frente ao Museu do Tietê e podem ser contempladas, das 8h às 17h

Frequentadores do Parque Ecológico do Tietê (PET), na zona leste da Capital, podem visitar a exposição Zoo Urbano, que traz quatro esculturas de animais gigantes montadas com materiais recicláveis. Com entrada gratuita, a mostra permanece em cartaz até o dia 20 de fevereiro.

As obras estão dispostas no gramado em frente ao Museu do Tietê e podem ser contempladas, das 8h às 17h. Nesta edição, organizada conjuntamente com o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS), os artistas abordam a temática do tráfico dos bichos silvestres, aliada à questão do impacto do plástico e outros resíduos no meio ambiente.

Destaque da exposição, a Arara Canindé foi idealizada pelo artista Fabio Souza, em parceria com o CRAS, que forneceu 43 gaiolas apreendidas em operações contra o tráfico. Também foram utilizados 204 quilos de ferro, reaproveitados de outra escultura e de serralheria.

Os visitantes poderão ver ainda uma aranha, montada com 34 quilos de fio telefônico, cabos de rede, corda e 63 quilos de ferro de serralheria. Também está exposto um macaco, feito com 212.439 canudos, 48 quilos de ferro, sobras de material do aquário de Ubatuba e sacolas plásticas. Os organizadores utilizaram também 100 quilos de sucata de automóveis para expor um pássaro.

CRAS

Inaugurado em 1986, o CRAS trata e recoloca no ambiente natural diversas espécies de animais silvestres, muitos ameaçados de extinção, apreendidos pelas polícias Militar Ambiental e Civil, resgates do Corpo de Bombeiros, dos Centros de Controle de Zoonoses e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) ou entregues de forma voluntária.

Tops da Gazeta