últimas notícias

Ação de conscientização em SP marca o Dia Mundial da Raiva

Para marcar a data do Dia Mundial da Raiva, a Proteção Animal Mundial participa de ações de conscientização neste sábado (29) em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo Por Folhapress De São Paulo

O Dia Mundial da Raiva é lembrado nesta sexta-feira (28), para alertar sobre os riscos da doença, que é fatal e atinge os mamíferos. Guarda responsável e prevenção são as únicas formas de evitar que cães e gatos adoeçam - e transmitam a enfermidade aos humanos.

Para marcar a data, a Proteção Animal Mundial participa de ações de conscientização neste sábado (29) em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo.

Segundo a organização, o evento é organizado pela Unidade de Vigilância e Saúde da região.

Além de divulgar informações sobre a doença, a ONG vai oferecer sessões de contação de histórias para crianças que têm como tema a prevenção de mordeduras caninas.

A ação ocorreu também no sábado passado (22), quando 93 veterinários voluntários da Universidade Anhembi Morumbi e da CTU-VET fizeram 421 atendimentos e realizaram exames. Além disso, 80 animais foram vacinados, entre cães e gatos. Para este sábado, há também 300 castrações gratuitas previstas.

O evento será das 9h às 15h na EMEI Maria Quitéria, localizado na Rua Marfim Vegetal, 126, Jardim Maia. A contração de histórias será das 9h às 13h.

RAIVA

A raiva é doença letal, que atinge os mamíferos e que deve ser preocupação constante de tutores de cães e de gatos, mesmo que os casos já não sejam tão frequentes no Brasil.

A vacinação dos animais é única forma de manter a doença sob controle.

Após o surgimento dos sintomas, não há cura para os animal. Em humanos, a letalidade é próxima a 100%. No Brasil, apenas dois pacientes sobreviveram.

Tops da Gazeta