Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sábado, 15 Junho 2019 10:18

Toxoplasmose; o que você precisa saber

Surto na Capital levanta a preocupação com o felino; gatos domésticos e saudáveis não transmitem a doença
O gato não é o vilão da doença O gato não é o vilão da doença Krysten Merriman/Pexels
Por Vanessa Zampronho
De São Paulo

Desde março, pelo menos três surtos da doença foram registrados pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) na Capital, com 45 casos anotados em três regiões diferentes. Segundo o professor de zoonoses, saúde pública, parasitologia e doenças parasitárias da Universidade Brasil, Luciano Melo de Souza, a toxoplasmose é causada pelo parasita Toxoplasma gondii. “São os oocistos, os ovos do parasita, que transmitem a doença aos humanos e a outros animais, por meio das fezes dos gatos que vivem na rua”, disse. O gato fica doente ao se alimentar de outros seres vivos contaminados. “É no organismo do gato que o parasita se reproduz”.

Uma vez dentro do corpo, os parasitas invadem as células de órgãos ou músculos. Se o sistema imunológico está em dia, o organismo se encarrega de cuidar da doença. No máximo, os sintomas que ela causa são algo parecido com uma gripe, com febre que oscila, dor muscular e o aparecimento de ínguas, que são pequenos caroços no pescoço e axilas.

Por outro lado, pessoas HIV positivas, pacientes com leucemia ou que fazem quimioterapia podem apresentar os sintomas em até 20 dias depois de infectadas. “O parasita pode invadir o coração, pulmão, causar lesões nervosas, perda de visão, ataques epiléticos e levar até à morte”. A toxoplasmose pode ser transmitida até na gravidez e causar problemas de má formação no feto e aborto.

Para tratar da doença em animais e em humanos, é fundamental procurar ajuda médica. “O profissional solicita exame de sorologia para detectar a toxoplasmose. Os medicamentos combatem a febre, dores no corpo e eliminam o parasita”, afirmou Souza. Para evitar a contaminação, é fundamental manter os gatos em casa, para que eles não tenham contato com os oocistos. Outro cuidado é lavar bem os alimentos em água corrente e cozinhar a carne para consumo - e assim, manter a toxoplasmose longe de casa.

Mitos e verdades sobre a doença

• Gatos domésticos transmitem a doença.
MENTIRA. Somente aqueles que vivem nas ruas acabam tendo contato com os ovos do parasita.

• Alimentos crus ou mal lavados transmitem a toxoplasmose.
VERDADE. Os oocistos grudam nos alimentos. Por isso é fundamental lavá-los antes de consumir, além de cozinhar bem a carne.

• Toda febre é sintoma de toxoplasmose.
NEM SEMPRE. Embora seja um dos sintomas, ela pode ser relacionada a outras doenças. Somente o médico pode dar o diagnóstico correto.

• Gestantes não podem ter gatos.
MENTIRA. Se o gato se alimenta somente de ração e não sai de casa, não tem contato com os ovos do parasita, e não transmite a doença.

• Toxoplasmose mata.
NEM SEMPRE. Somente pessoas com baixa imunidade desenvolvem sintomas mais graves, e podem vir a falecer.

• A doença leva 20 dias para se manifestar.
MENTIRA. Pessoas saudáveis podem levar meses ou anos para manifestar os sintomas.


O gato não é o vilão

O gato sempre é apontado como o grande culpado pela transmissão da toxoplasmose, mas ele não é o vilão da história. O gato que vive em casa, vai ao veterinário, é vacinado e come somente ração não adquire os oocistos da toxoplasmose, e assim, não é contaminado.

O problema são os animais que não ficam em casa. “Temos que tirá-los da rua. Quanto menos animais ficarem na rua, mais vai ser saudável para eles e para o ser humano”, afirma o professor Luciano Melo de Souza.

A toxoplasmose só é transmitida pelas fezes de animais contaminados – dessa forma, fazer carinho, abraçar e beijar gatos saudáveis não oferecem risco à saúde humana.

Donos de gatos domésticos podem evitar a contaminação ao limpar diariamente a caixa de areia onde o animal faz suas necessidades. Essa caixa deve ser tampada, para que moscas não pousem sobre as fezes e possam trazer outras doenças para seu gato. Além disso, oferecer somente rações de boa procedência garante uma boa saúde ao felino. Por fim, se deve evitar que o bichano tenha contato com insetos e ratos.

TOXOPLASMOSE INFO SITE


Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado