Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 19 Julho 2019 22:48

Saiba sobre a endometriose

A endometriose se caracteriza pela presença do endométrio (tecido que reveste internamente o útero) fora do órgão; causa ainda é desconhecida
Um dos principais sintomas, a cólica menstrual, não deve ser desprezado pela paciente nem pelo médico Um dos principais sintomas, a cólica menstrual, não deve ser desprezado pela paciente nem pelo médico AY Photo
Por Vanessa Zampronho
De São Paulo

Quem tem endometriose sabe o quanto é difícil lidar com os sintomas da doença. Cólicas fortes, sangramento menstrual abundante, dores fora do período menstrual e dificuldade para engravidar são apenas alguns dos sinais que a doença apresenta – e nem sempre são diagnosticadas com exatidão. “O que acontece é uma desvalorização dos sintomas, por parte do público leigo e da maior parte dos médicos”, airma o ginecologista Patrick Bellelis, membro da Comissão de Endometriose da Febrasgo (Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia).

A endometriose se caracteriza pela presença do endométrio (tecido que reveste internamente o útero) fora do órgão. “Ele pode ir para qualquer lugar da cavidade abdominal, e não só isso. Pode ir até para o septo nasal, diafragma, pulmão, por exemplo”, disse Bellelis, que mostrou quais são os principais sintomas da doença. “São o 6D: dismenorreia, dor pélvica crônica, dispaurenia, diiculdade para engravidar, disquezia e a disúria”.

Um dos principais sintomas, a cólica menstrual, não deve ser desprezado pela paciente nem pelo médico. “Existe uma crendice que é normal ter cólica. Mas não é normal uma cólica que faz a adolescente perder dias na escola, a jovem perder aulas na faculdade, a mulher não poder trabalhar”. Por isso a importância de procurar ajuda médica assim que os sintomas aparecerem, para minimizar o sofrimento da paciente.

Sofrimento esse que pode limitar bastante as atividades do dia a dia. A massoterapeuta Flávia Oliveira, por sofrer com ciclos menstruais longos e fortes, além de dor intensa, não consegue exercer sua profissão. “Não consigo fazer esforço físico para fazer a massagem. Devido à hemorragia, eu tenho muita fraqueza”, conta. Embora já apresentasse os sintomas da doença há nove anos, somente há dois foi diagnosticada com endometriose. “Sempre tive cólicas muito fortes, um ciclo menstrual muito intenso. A dor que sinto é como se tivesse filho todo dia, o dia todo”, exemplifica.

Até descobrir que tinha endometriose, ela teve vários diagnósticos diferentes. “Me disseram que tinha problema no estômago, de intolerância à lactose, ao glúten, e nunca investigavam a parte ginecológica”, conta. Essa diiculdade em descobrir a doença, especialmente no atendimento do SUS, é outro grande problema. “O SUS tem muita dificuldade para atender essas pacientes, as filas são gigantescas”, disse Bellelis.

Embora não se saiba o que causa a endometriose, os tratamentos disponíveis ajudam no controle das dores e do desconforto. De acordo com o ginecologista, assim que se descobre a endometriose, começa o tratamento com remédios. A cirurgia só é indicada no caso de as dores ainda persistirem. Outra característica é, mesmo se a doença demorar a ser diagnosticada, ela não evolui para formas mais graves. “Ela pode comprometer o funcionamento de alguns órgãos, mas não se transforma em câncer”.

Hoje, depois de idas e vindas de postos de saúde e hospitais, Flávia aguarda sua consulta no Hospital São Paulo. Precisará passar pelos exames novamente para que os médicos a orientem sobre o tratamento a seguir. “Tem dias que não quero estar no meu corpo. Mas sei que essa fase ruim vai passar, e vou tirar alguma lição disso, ou vou poder compartilhar minha experiência”, finaliza.

Os seis sintomas

De acordo com o ginecologista Patrick Bellelis, são seis os sintomas mais comuns da endometriose. Fique atenta aos sinais e procure ajuda médica:

» Dismenorreia
É a cólica menstrual.

» Dor pélvica crônica
Ela aparece no período da menstruação e fora dele também.

» Dispaurenia
Dor durante o ato sexual.

» Dificuldade para engravidar
50% das mulheres com endometriose não conseguem ter filhos.

» Disquezia cíclica
Dor para evacuar no período menstrual.

» Disúria
Dor ao urinar.

Tratamentos para a endometriose

Assim que é diagnosticada, o tratamento começa com remédios específicos para a endometriose, mas não é só isso. “É um atendimento multidisciplinar. O ginecologista indica tratamento hormonal ou contraceptivo, analgésico e antiinflamatório; o nutricionista prepara uma dieta para diminuir o estufamento intestinal, alimentos com uma digestão mais rápida para ajudar a paciente a ter menos dor; o fisioterapeuta ajuda na melhora da postura e no treinamento dos músculos pélvicos para ter controle da dor; além da atividade física, que mantém o equilíbrio do corpo de um modo geral, e faz o corpo produzir endorfinas, que são analgésicos naturais, e melhoram bastante as dores”, explica Bellelis.

infográfico endometriose

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado