últimas notícias

Pinacoteca de SP exibe 'Marcia Pastore: contracorpo' a partir do dia 23

Exposição reúne 40 trabalhos da artista paulistana, que enfatizam as relações poéticas entre força, matéria e espaço Da Reportagem De São Paulo

A Pinacoteca de São Paulo lançará no dia 23 a exposição "Marcia Pastore: contracorpo", que exibe um recorte da produção da artista paulista reunindo 40 trabalhos produzidos ao longo de quase três décadas. A exposição gratuita segue até dia 6 de abril de 2020, no quarto andar da Pinacoteca - Edifício Pina Estação.

Com curadoria de Ana Maria Belluzzo, o conjunto de peças situa-se na intersecção entre as artes plásticas e a arquitetura ao enfatizar as relações poéticas entre força, matéria e espaço. O visitante será convidado a percorrer esses devires e rastros que parecem emergir da própria arquitetura.

Entre eles, quatro trabalhos inéditos, concebidos especialmente para a exposição, incluindo Linha-d'água e Linhas de força. Ambos integram também o conjunto obras marcantes em sua trajetória, a exemplo do relevo Sem título (1999) - feito em bronze com banho de prata e pertencente ao acervo do museu - e Peso contrapeso, apresentado pela primeira vez na Funarte, em 2012.

Para estabelecer um diálogo entre esse último e a arquitetura do edifício da Pinacoteca, a artista abriu janelas no forro do teto do museu, de modo que os cabos que sustentam o trabalho fossem pendurados no cruzamento dos caibros e das tesouras que desenham o telhado, conquistando sua estabilidade a partir da interação entre os tubos de metal, a roldana e a anilha. "Era necessário que esse jogo se desse com as forças estruturais arquitetônicas do lugar", comenta Pastore.

A distribuição das peças no espaço foi pensada pela artista e pela curadora Ana Maria Belluzzo a fim de prescindir de uma ordem cronológica.

Mais informações no site www.saopaulo.sp.gov.br.

Tops da Gazeta