Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 28 Junho 2019 23:54

Aracaju, bela e acolhedora

A capital de Sergipe é bela, acolhedora e com uma culinária inesquecível
Pescadores no rio Sergipe, o mais importante de Aracaju: cidade se destaca por museus e edifícios importantes, turismo sustentável, delícias derivadas do caranguejo e vida ao ar livre Pescadores no rio Sergipe, o mais importante de Aracaju: cidade se destaca por museus e edifícios importantes, turismo sustentável, delícias derivadas do caranguejo e vida ao ar livre Márcio Garcez/Folhapress
Da Reportagem
De São Paulo

Aracaju, a pequena e bela capital de Sergipe, é uma cidade surpreendente e um excelente destino turístico não apenas no verão. De acordo com informações do Ministério do Turismo, um dos locais encantadores do município, com população estimada de 648 mil habitantes, é o Museu da Gente Sergipana. Durante a visita, o turista faz uma imersão no folclore, símbolos, natureza, arte, história, culinária, festas e costumes sergipanos em linguagens tecnológicas modernas e interativas.

Considerada uma parada obrigatória no Centro Histórico de Aracaju, a Catedral de Nossa Senhora da Conceição, de 1875, ostenta pinturas que fazem referência ao surgimento de Aracaju, planejada em 1855 para substituir a antiga capital, São Cristóvão. Esta última, de arquitetura colonial, é Patrimônio Mundial da Unesco e pode ser visitada a partir de Aracaju.

Como cidade planejada, Aracaju está ao lado no País de Brasília, Teresina, Belo Horizonte, Goiânia e Palmas, que também nasceram nas pranchetas de urbanistas. Nenhuma das suas pares pelo Brasil, porém, tem as belas praias de Aracaju.

Uma das que se destacam é a orla de Atalaia, onde visitantes e locais desfrutam dos parques e equipamentos esportivos ao longo de seis quilômetros à beira mar. A praia surpreende pela urbanização e diversidade de atrativos como hotéis, restaurantes e espaços como a Passarela do Caranguejo, ponto de encontro para saborear delícias derivadas do crustáceo e dançar forró no embalo da sanfona, triângulo e zabumba.

Ainda em Aracaju é possível passear de barco pelo manguezal do rio Vaza Barris, que adorna a cidade. O turista se familiariza com o "berçário do oceano", onde a vida marinha se renova. É do mangue que saem os caranguejos e mariscos que viram petiscos, caldos, moquecas e tantos outros pratos que alimentam visitantes e moradores e fazem girar a economia do turismo sustentável.

Visitar o Oceanário de Sergipe, na orla de Atalaia, equivale uma aula "ao vivo" sobre conservação das espécies do mar e das águas do rio São Francisco. Os cânions e a foz do rio São Francisco também são passeios inesquecíveis.

O ano todo

De acordo com Ricardo Freire, do blog "Viaje na Viagem", a melhor época do ano para ir à capital de Sergipe é entre setembro e março, quando dificilmente se perde algum dia de praia. "Entre maio e julho pode chover mais do que você gostaria. O diferencial de Aracaju, porém, está justamente em proporcionar mais do que praia, e por isso pode ser visitada o ano inteiro", explica.

Segundo ele, as festas juninas do estado estão entre as mais animadas do Brasil. "Aracaju monta dois pólos - o Arraiá do Povo, uma cidade cenográfica na Praia de Atalaia onde é possível até aprender a dançar forró, e o ForróCaju, um palco no centro da cidade onde se realizam os mega-shows com as maiores estrelas do gênero", diz.

O blogueiro conta que visitar cidades do interior é uma ótima ideia em tempos mais frios. No inverno é quando a paisagem do Cânion do Xingó, em Canindé do São Francisco, a 220 quilômetros da capital, segundo ele, fica mais bonita.

Freire explica outra sensação comum entre os turistas: "Aracaju é um desses lugares que despertam no forasteiro a sensação de ter descoberto um lugar onde morar pode ser ainda mais interessante do que visitar".

NÃO DEIXE DE CONHECER

museu de gente sergipano cred divulga o museu de gente sergipano 14306História: O Museu da Gente Sergipana é considerado um dos mais modernos e interativos do País. O prédio que abriga o museu, construído em 1926 para abrigar o Colégio Atheneu Dom Pedro II, também é uma atração por si.
(Foto: Divulgação/Museu de Gente Sergipano)



ponte do imperador acervo funcaju aracaju cred tanit bezerra 14312Ponte do Imperador: A Ponte do Imperador, que na verdade é um atracadouro, foi construída às margens do rio Sergipe para receber a visita de dom Pedro 2º em 1860. Dom Pedro se foi, mas a "ponte" se tornou atração turística da cidade.
(Foto: Tanit Bezerra)



passarela do caranguejo aracaju cred divulga o pma 14378Passarela do Caranguejo: Localizada na praia de Atalaia, a Passarela do Caranguejo está sempre movimentada e oferece delícias da culinária sergipana.
(Foto: Divulgação/PMA)

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado